AGENDA

Finalistas de Medicina da UAlg apresentam projetos de estágios em contexto real

Os primeiros alunos finalistas do curso de Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve vão apresentar, a partir das 14h00 do dia 14 de junho, no Museu Municipal de Faro, os resultados dos projetos que desenvolveram neste último ano, durante o período elective, em locais tão diversos como a Índia, Timor, Brasil, Estados Unidos, Israel, Reino Unido, ou, ainda, em diferentes regiões de Portugal.

Universidade do Algarve

Universidade do Algarve

Estes projetos retratam, no seu conjunto, situações muito diversas e experiências motivadoras que merecem ser partilhadas, como a de Sofia Carneiro que nos propõe “uma viagem pelo antes, o durante e o depois do seu bloco opcional em Moçambique”, através de um estágio em Pediatria. Para esta aluna, “a escolha de Moçambique não foi em vão, queria um país em desenvolvimento, onde pudesse não só aprender, mas também onde as suas mãos e a sua vontade fossem úteis a uma população”. Tal como Gonçalo Cadilhe (in África Acima), também ela considera que “A África não se prevê, vive-se. Vai-se lá”.

“Hindu eu, hindu eu… o nosso elective na Índia” é o tema do projeto desenvolvido por Sofia Fraga e Catarina Araújo. “Começámos o nosso elective no Amritha Institute of Medical Sciences, em Cochim, no estado de Kerala, onde estagiámos nos serviços de Medicina Interna, Medicina Comunitária, Cirurgia Gastrointestinal e Dor & Cuidados Paliativos”. Entre comboios e riquexós chegamos ao Goa Medical College Hospital onde as equipas de Ginecologia & Obstetrícia e Ortopedia e Trauma nos receberam. Após uns voos e uns carris (e algumas dores de barriga) aterramos em Nova Deli para o último estágio em Cardiologia no Sanjeeva Hospital”.

“Oito semanas em Macau” foi a proposta de João Amaral e Margarida Coutinho. “Como alunos do último ano de medicina e objetivando cumprir o espírito de um Elective, quisemos conhecer novas culturas, diferentes formas de ver e viver a saúde, a doença e até a morte”. Para estes alunos, Macau ofereceu-lhes uma grande diversidade de mentalidades, de crenças, de valores e de costumes, o que lhes permitiu realizar “um estágio muito completo e abrangente no único hospital público de Macau, o Centro Hospitalar Conde São Januário – nos serviços de Cardiologia, Radiologia, Pediatria e Urgência – e no Centro de Saúde de Tap Seac”.

José Pereira e Joana Monteiro Dias escolheram o Tan Tock Seng Hospital, em Singapura. Trata-se de um hospital “público”, o que “em Singapura pressupõe a comparticipação de seguros de saúde a quase todos os doentes, sendo que essa comparticipação é sensivelmente nula nos muitos pobres e exclusiva nos doentes financeiramente abastados”. O período de Elective foi passado no Departamento de Cardiologia, onde se depararam com a prestação de cuidados de topo, num edifício de extrema qualidade e segurança. “Deparámo-nos também com uma equipa de saúde com uma formação muito avançada, muito organizada e em completa integração e cooperação e inteiramente focada no doente”, referem os futuros médicos.

Ricardo Correia e Tânia Gago partiram em busca do Elective prometido e rumaram ao Shaare Zedek Medical Center, em Jerusalém, Israel. Para estes dois alunos foram várias as experiências vividas: “fomos revistados todos os dias, passámos frio e calor também, tivemos medos e as maiores alegrias, vimos coisas inesquecíveis. Fizemos parte das Equipas, do Hospital e de uma cidade que não é para «meninos»”!

São 29 alunos que vão apresentar os seus projetos e o mesmo número de experiências que vão ser partilhadas, vividas um pouco por todo o mundo e também em Portugal.

Categories: AGENDA, Faro

1 reply »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *