Quarteira

Visita Guiada à exposição 6.000 Anos da História de Quarteira

No âmbito do módulo de História Local da Academia do Saber, João Carlos Santos levou a cabo uma visita guiada aos alunos. Um momento de grande partilha e reconhecimento da História de Quarteira.

Recordamos que a exposição, denominada “Com os Pés na Terra e as Mãos no Mar”, vai estar na génese de futuro espaço museológico.

A exposição é feita numa abordagem que se divide em quatro temáticas: o Território (apresentação cartográfica com a evolução do território), a Ocupação e Vivências desse Território, a Atividade na Terra (objetos do quotidiana ligados à exploração da terra) e a Atividade no Mar (testemunhos do comércio marítimo, mas também questões como os seus perigos e os naufrágios que assolaram Quarteira). Estes temas estão distribuídos em quatro mesas multimédia, onde o visitante poderá não só observar objetos, mas também obter, de uma forma interativa, informações mais aprofundadas. No fundo, é contada uma história em imagens animadas.

Esta abordagem é acompanhada por um “mural de emoções” com uma evocação dos últimos 100 anos de Quarteira – “A história entre o tempo dos nossos avós e a elevação a cidade – 1916-1999”, explicou o comissário da exposição.

Mas dada a elevada “espessura histórica” existente, uma vasta documentação que permitiu criar este momento expositivo, a mostra conta ainda com a possibilidade de o visitante poder consultar um Arquivo Digital, não só com todos os elementos presentes neste espaço, mas, por exemplo, fac-similes de originais que se encontram na Torre do Tombo.

O espólio integra não só elementos do Museu Municipal de Loulé, mas também de empréstimos de outras instituições como o Museu Nacional de Arqueologia, o Museu Municipal de Albufeira ou a Estação Arqueológica do Cerro da Vila, esta última fundamental no que toca ao riquíssimo período romano que continua a ser o período histórico com o maior legado material neste território.

Dos mais antigos testemunhos da História de Quarteira, como o vaso encontrado na Retorta datado do período Neolítico (5º milénio A.C.) até a dois fatos de banho da década de 40 do século XX, um testemunho vivo dos alvores da explosão do turismo, atividade que é também retratada nesta mostra.

São 6000 anos de cultura, tradição, costumes e memórias. Uma “viagem” inesquecível por uma terra de pescadores com o coração virado para o mar.

Com o tema poético e inspirador “Os Pés na Terra e as Mãos no Mar”, Quarteira tem esta exposição dedicada aos 6 mil anos da história do seu território, num projeto ambicioso que pretende valorizar a sua identidade, dando a conhecer muitos capítulos desconhecidos por muitos quarteirenses e pelos milhares de visitantes anuais da cidade.

A exposição é o resultado da celebração de dois protocolos entre a Câmara Municipal de Loulé – um com a Direção-Geral do Património Cultural/Museu Nacional de Arqueologia e outro com a Direção Regional de Cultura do Algarve – para preparar esta iniciativa que se espera venha a ser marcante para a comunidade quarteirense.

Uma exposição resultante da revisitação da investigação realizada, inventariação e seleção para exposição dos bens culturais, construção da narrativa expositiva, conservação e restauro dos bens culturais, elaboração do catálogo e preparação do programa cultural e educativo que estará agregado à exposição.

É na antiga Lota de Quarteira (Largo das Cortes Reais), num espaço carregado de simbolismo para um território desde sempre virado para o mar e para a economia a ele associada, que decorre esta iniciativa. Direcionada para um público local, nacional e internacional, esta exposição tem por objetivo revelar e promover o património material e imaterial de Quarteira, em que o tempo, o homem, a terra e o mar são as temáticas centrais.

Fotos: José Manuel Guerreiro Guerreiro

Categorias:Quarteira