AGENDA

LOULÉ | Conferência e entrega de prémios ODSLocal

Autarquias e agentes da sociedade civil reúnem-se no concelho de Loulé, no próximo dia 7 de dezembro, para a apresentação de diversas iniciativas que se têm destacado em prol do desenvolvimento sustentável. A partir das 14h00, no Wyndham Grand Hotel, na Quinta do Lago, decorre a Conferência ODSlocal’22“Caminhos, Dinâmicas, Futuros”, numa iniciativa em que terá também lugar a entrega de Prémios ODSLocal.

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, participa na sessão de abertura, a conferência conta também com a presença do autarca Vítor Aleixo e de Filipe Duarte Santos, presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável.

Lorenz Gross, economista e analista da OCDE, faz uma abordagem à implementação dos ODS na revisão das políticas locais. Já Helena Roseta, coordenadora nacional do Programa Bairros Saudáveis, irá falar sobre este programa público, de natureza participativa, para a melhoria das condições de saúde, bem-estar e qualidade de vida em territórios vulneráveis.

Às 16h15 chega o momento de entrega dos galardões, primeiro a projetos de diferentes entidades e depois a municípios, que serão distinguidos pelas boas práticas e irão receber os selos ODSlocal.

O encerramento deste evento ficará a cargo de João Ferrão, coordenador da ODSlocal, que apresentará as perspetivas futuras desta plataforma.

Este Prémio é lançado pelo consórcio que constitui a Plataforma ODSlocal – Plataforma Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e assenta na mobilização de decisores e técnicos municipais, agentes locais e cidadãos em relação aos ODS propostos pelas Nações Unidas na Agenda 2030.

A plataforma ODSLocal é uma iniciativa pioneira a nível mundial.

Loulé fez parte do grupo restrito de oito municípios portugueses convidados a participar na fase piloto deste projeto (Bragança, Cascais, Castelo de Vide, Coruche, Loulé, Ceia e Viana do Castelo), coordenado pelo Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, em colaboração com o OBSERVA do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, do MARE da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e da empresa 2ADAPT.

Desde o seu lançamento, em 2020, já foram mobilizados 85 municípios de todo o país e mapeados mais de 500 projetos desenvolvidos por vários tipos de entidades e um número idêntico de boas práticas desenvolvidas pelas autarquias locais, que mostram o seu compromisso em colocar as várias dimensões da sustentabilidade no centro das suas políticas e da sua ação diária para cumprirem os 17 ODS propostos pela ONU. Apoio a famílias desfavorecidas, equidade de género nos órgãos de poder, incentivo a ações de educação para a reflorestação, são algumas das medidas previstas. 

 Ciente dos desafios da Agenda 2030, Vítor Aleixo, que também preside à Mesa da Secção de Municípios Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Associação Nacional de Municípios Portugueses, refere que “esta plataforma constitui uma oportunidade para estimular um movimento de sustentabilidade local amplo e aberto, que destaca não só o papel das boas práticas do município para o cumprimento da Agenda 2030, como de todos os atores locais, com projetos que concorrem para o mesmo compromisso.”

Visite o programa e faça a sua inscrição em:

Categorias:AGENDA, Loulé