Loulé

Colégio de Vilamoura é a terceira melhor escola do país a Matemática

O Colégio Internacional de Vilamoura (CIV) repete este ano os bons resultados, colocando-se em 6.ª posição em 608 escolas e conseguindo o 3.º lugar entre as 10 melhores à disciplina de Matemática no ranking das escolas secundárias do jornal Diário de Notícias. Num universo mais alargado (615 escolas), Jornal de Notícias e Público atribuem a esta escola de ensino internacional o 8.º lugar do ranking nacional. No Correio da Manhã o CIV consegue o primeiro lugar nas escolas onde foram realizados 30 ou menos exames.

Numa altura em que a média nacional cai de 10,26 para 10, 19 valores e em que mais de metade das escolas analisadas apresentam resultados abaixo da positiva (o Jornal de Notícias adianta que apenas 5 escolas conseguem uma média de exame superior a 14 valores, todas elas privadas), o Colégio Internacional de Vilamoura conseguiu uma vez mais colocação entre as 10 melhores escolas situadas em território nacional (6.º lugar no Diário de Notícias, e 8.º lugar no Público e Jornal de Notícias).

O CIV consegue ainda este ano o 3.º lugar entre as 10 melhores escolas à disciplina de Matemática (com 15,72 valores), logo a seguir à Academia de Música Santa Cecília (17,02) e ao Colégio Valsassina (16,68), ambas instituições de ensino privado localizados em Lisboa.

À semelhança do que já é uma realidade há alguns anos, o CIV continua a liderar os 3 melhores lugares a nível distrital. No Diário de Notícias apresenta uma média de notas em prova de exame de 13, 73 valores, seguida pela Escola Secundária Júlio Dantas, de Lagos, e a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, de Portimão, colocadas em 161.ª e 162.ª posição do ranking, ambas com 10, 49 valores.

“O CIV oferece aos seus alunos um ambiente cultural rico e diversificado, um projeto educativo centrado no desenvolvimento das capacidades cognitivas e socioafetivas, em ambiente internacional. Alunos, docentes e famílias trabalham com um objetivo comum: a preparação para a vida!”, afirma a diretora pedagógica, Cidália Bicho. “ É no jardim de infância que tudo começa! A literatura, a aprendizagem de línguas maternas e estrangeiras, a resolução de problemas matemáticos, os projetos de investigação, as artes e o desporto em ambiente multicultural sustentado pelos valores humanistas são essenciais para a formação dos jovens”, adianta. No ensino secundário, a escola aposta nos projetos de investigação, colocando os alunos a frequentar estágios internacionais.

Para além dos resultados nacionais, o CIV sobressai ainda nos resultados internacionais, nos quais, este ano, alcançou médias equivalentes a 17,75 valores, chegando a ultrapassar em 35% a média conseguida pela Universidade de Cambridge a nível mundial.

Categories: Loulé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *