Algarve

Presidente do Turismo do Algarve reuniu-se com o Ministro Álvaro Santos Pereira

min_ecoemprego

O presidente do turismo do Algarve, Desidério Silva, reuniu-se na última sexta-feira com o Ministro da Economia e do Emprego com o objetivo de sensibilizar o Governo para tomadas de medidas que protejam e dinamizem a economia da região.

Durante a reunião foram abordadas temáticas como a difícil situação da ex-SCUT da Via do Infante, referenciando o pouco tráfego que lá circula desde a implementação de portagens na mesma e também no que concerne à sua forma de pagamento, pois é premente que seja encontrado pelo organismo competente um meio que facilite o seu pagamento, nomeadamente em relação aos veículos de matrícula estrangeira que lá circulam.

A situação incomportável da EN125, quer pelo imenso tráfego, quer pela degradação do piso, foi outro dos temas discutidos, pois as obras paradas nesta estrada transmitem uma clara imagem de degradação da região, pelo que as obras de requalificação devem recomeçar de imediato.

Também o IVA na restauração e o IVA do golfe foram outros dos assuntos debatidos, dado que o Algarve é claramente prejudicado devido à competitividade com o mercado espanhol, face ao diferencial existente.

O presidente do turismo do Algarve salientou ainda a importância do reforço da promoção da região no estrangeiro, nomeadamente nos mercados do centro da Europa, Nórdicos, Rússia e Canadá. Com efeito, torna-se imprescindível combater a sazonalidade. Isso só será possível com a vinda de mais turistas e estes só poderão vir se houver mais voos para o Algarve. Daí que seja fundamental um reforço das rotas existentes e a criação de novas rotas. Desidério Silva apelou também para que a TAP possa voar de Faro para outras cidades europeias. Outra forma de captar mais turistas seria a agilização de vistos nos países fora da comunidade europeia, que deve também ser uma prioridade com vista a facilitar a vinda desses turistas.

Foi ainda salientada a importância de reforçar a promoção no Turismo Residencial como fonte de receita e forma de potenciar a economia regional, bem como o Turismo de Saúde e Bem-estar, dado que o Algarve tem potencialidades extraordinárias para estas vertentes tão importantes.

O reforço do programa «Formação Algarve» também não foi esquecido nesta reunião, de modo a que no próximo ano mais pessoas possam ser abrangidas por este programa que, sendo tão importante, este ano não atingiu os seus objetivos.

Desidério Silva insistiu ainda na necessidade de agilização de toda a burocracia que é necessária para quem quer investir na região, criando medidas facilitadoras de emprego e premiando os investidores e as empresas empregadoras, sendo também fulcral promover a alteração de legislação que permita que alguns equipamentos tradicionais se requalifiquem para unidades de Saúde e Turismo Sénior.

O reforço das verbas para o Algarve no que diz respeito a promoção quer a nível nacional quer a nível internacional foi outro dos temas que o presidente do turismo do Algarve abordou nesta reunião, pois sendo o Algarve a maior região turística do País, deve ser valorizada e respeitada como a que mais contribui para economia nacional.

Estas foram algumas das questões debatidas e exigidas ao Ministro da Economia e do Emprego, as quais deverão ter respostas positivas em breve.

O presidente,

Desidério Silva

Categories: Algarve, Turismo

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.