Loulé

Mancha Branca | Autarquia e Policromia – Associação Cultural celebram protocolo

cml

Após rescisão do protocolo assinado em 2010 com o então “Grupo Policromia”, a Câmara Municipal de Loulé assinou agora um novo protocolo com a POLICROMIA – Associação Cultural, no âmbito do Projeto Mancha Branca, em que a área de atuação da associação é mais vasta e os objetivos são naturalmente mais ambiciosos.

O Município de Loulé considera que os jovens devem ser incentivados para a prática artística, proporcionando-lhes a devida aprendizagem, segundo sãos princípios e técnicas adequadas, e reconhece que a POLICROMIA pode dar um importante contributo para a valorização artística e cultural dos jovens.

Assim, através do presente protocolo, a Autarquia autoriza a POLICROMIA a utilizar os Espaços Graffiti definidos na cidade de Quarteira, ou seja o muro do Estádio Municipal de Quarteira e o túnel sob a Avenida Mota Pinto, para a prossecução dos propósitos anteriormente referidos, os quais estão identificados com placas. Futuramente poderão ser incluídos novos espaços.

Neste âmbito a POLICROMIA propõe-se a promover os graffiti como forma de arte expressiva, estimular o interesse pela criação artística, incentivar o espírito de entreajuda responsável e consciente, explorar novos meios de expressão, alertar que existem espaços inutilizados que através do graffiti podem dar cor à cidade e incentivar os jovens a praticar o seu gosto pela arte, de forma correta, sem cometerem atos de vandalismo ou degradação do património público e/ou privado.

A POLICROMIA não está autorizada a efetuar quaisquer alterações estruturais nos espaços abrangidos pelo presente protocolo e assume total responsabilidade pelos conteúdos expostos, que serão exclusivamente artísticos, não sendo permitidos conteúdos moral ou socialmente incorretos.

Refira-se que a POLICROMIA tem como fim dinamizar a cultura na região do Algarve, tendo como base o Concelho de Loulé, com possível expansão para os restantes pontos do país. Por outro lado, os seus objetivos passam pela criação, experimentação, inovação e desenvolvimento das artes visuais, performativas, sonoras e os seus cruzamentos, divulgação e o conhecimento de obras de criadores contemporâneos e das novas linguagens emergentes, produção, curadoria e apresentação de exposições, produção de eventos relacionados com as artes em geral e colaboração, nomeadamente, através de coproduções entre outras instituições e criadores portugueses e estrangeiros.

Faz ainda parte das iniciativas desta associação a formação acompanhada baseada em residências de criação, a realização de serviços educativos, tais como visitas guiadas, workshops e conferências, promovendo a interdisciplinaridade e o contacto destes com outros artistas e instituições culturais nacionais e internacionais com vista à troca de ideias e intercâmbio de iniciativas.

CM-Loulé

Categories: Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.