AGENDA

Apresentação do livro ALGARVE EM 3D na Galeria LAR

algarve_3d

O livro ALGARVE EM 3D, de Jacinto Palma Dias, vai ser apresentado na presença do autor no dia 14 de Abril, pelas 16h30, na Galeria LAR, Rua Professor Luís Azevedo, nº 37.

 “O ano de 1929 foi fatídico para o Algarve. Pode dizer-se que marcou o início de uma crise de identidade irreversível até hoje. Foi o princípio do fim da platibanda na arquitectura popular, e da antiga burguesia culta e industrial. Um vazio que abriu caminho para a monocultura do turismo de massas e do cimento. Contudo, resta-nos o prazer da açorda de pão, que afinal não é uma invenção do Alentejo, mas sim um traço cultural do Sul. E a certeza que 5 em cada 100 plantas inventariadas por um botânico do século XIX, só existem nesta região. Quem diz tudo isto é Jacinto Palma Dias, no seu novo livro-manifesto «Algarve em 3D”.”

(Bruno Filipe Pires, in Algarve 123)

Em simultâneo inaugurar-se-á a exposição de Filipe da Palma, com o título “Sous les pavés, la plage. … Sous la plage un autre Algarve ou a irredutibilidade de uma certa arquitectura Algarvia”.

Os “postais do Algarve” imaginados por Filipe da Palma exigem algum trabalho para serem vistos…tal como o património tradicional algarvio hoje em dia. Os visitantes tornam-se nos arqueólogos deste património, que afinal está mesmo debaixo dos nossos olhos, numa provocação a esse Algarve do sol e da praia que se impõe ao visitante.

Biografia

Jacinto Palma Dias, natural de Castro Marim, é licenciado em História pela Universidade de Paris VIII, mas é como pioneiro da agricultura biológica no Algarve que é mais conhecido. Este agricultor biológico e produtor de flor de sal, publicou vários livros, entre os quais destacamos “O Algarve Revisitado”, há muito esgotado. Destaca-se como uma das personalidades mais originais e estimulantes do panorama cultural do Algarve.

Filipe da Palma (1971) estudou fotografia no AR.CO e trabalha actualmente como fotógrafo na C.M. de Portimão.

O seu trabalho de recolha fotográfica efectuado no Algarve nos últimos vinte anos é um registo importante de elementos culturais locais que progressivamente se tornam raros.

São dele as imagens que ilustram o “Algarve em 3D”, de Jacinto Palma Dias.

O LAC – Laboratório de Actividades Criativas é uma associação cultural sem fins lucrativos formada em 1995 e com sede na Antiga Cadeia de Lagos. O edifício projectado por Cottinelli Telmo e cujos alicerces estão edificados sobre um antigo convento, é um local com história fazendo parte integrante da cidade. Construído com outros objectivos, revela actualmente uma dicotomia interessante entre prisão / reclusão VS espaço de criatividade / liberdade; ao tornar-se espaço de criação reconverteu assim os moldes da sua existência, agora as celas são espaço de ateliê para artistas e a sua utilização e trabalho contribui para a revitalização do edifício, dotando-o de uma nova história. A associação é um espaço de residências artísticas que tem como prioridade desenvolver e alargar o PRALAC – Programa de Residências Artísticas no LAC, com o objectivo principal de dinamizar e promover a criação artística na região e especialmente na zona do Sudoeste Algarvio.

Desenvolve diversos projectos internacionais, como ARTURb – Artistas Unidos em Residência e ROOTS.

O LAC é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal, Secretário de Estado de Cultura/ Direcção Geral das Artes.

Categories: AGENDA, Lagos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.