Algarve

CTP alerta para a necessidade do Turismo Algarvio ver reforçados os fundos comunitários

 ctp_logo

A Confederação do Turismo Português (CTP) manifesta a sua preocupação com as notícias que vieram a público sobre recentes declarações proferidas no âmbito de uma conferência organizada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR – Algarve) sobre os fundos estruturais destinados ao turismo algarvio pelo Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020.

Nesta conferência, foi mencionado que o desenvolvimento do Algarve não se deveria circunscrever apenas ao Turismo, e que, por essa via, os fundos estruturais europeus deveriam ser redistribuídos para outras áreas económicas que pudessem ajudar na dinamização da região.

A CTP considera que o Turismo, em particular no Algarve, não pode deixar de ver reforçado o seu acesso a fundos estruturais, sobretudo nas áreas da requalificação e promoção, que são hoje fulcrais para a manutenção e sobrevivência das empresas turísticas. Para Francisco Calheiros, presidente da CTP, “a concretização da possibilidade de se reduzirem os apoios comunitários ao turismo algarvio,  representaria uma falta de consonância política com as orientações do Governo que, em inúmeras ocasiões, tem vindo a defender o Turismo como uma actividade estratégica e fundamental para a retoma da económica do país”.

O Turismo é actualmente o principal sector exportador de bens e serviços, representando cerca de 14% das exportações, 10% do Produto Interno Bruto (PIB) e 8% do emprego no país, mas necessita de financiamento dos fundos comunitários para a requalificação e promoção, sendo que os mesmos são essenciais para a sustentabilidade da oferta turística existente e para o aumento da competitividade.

CV&A Consultores | Marta Romão 

Categories: Algarve, Turismo

1 reply »

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.