Loulé

PS contra o encerramento da estação dos CTT de Boliqueime

ctt

À semelhança da população da freguesia de Boliqueime, o Partido Socialista – Concelhia de Loulé foi surpreendido pelo recente encerramento da estação dos CTT de Boliqueime.

Os CTT enquanto serviço público têm assegurado ao longo da sua existência, um papel essencial de coesão territorial, seja pelo serviço postal universal e distribuição domiciliária do correio, seja pelas atividades que entretanto se desenvolvem nos seus postos, designadamente o levantamento de pensões ou o pagamento de diversos serviços essenciais (água, electricidade, comunicações, etc.). Com efeito, as estações dos CTT representam, em muitas localidades do país, o único serviço público e de proximidade ao dispor das populações, desempenhando, deste modo, uma função social de extrema importância.

Insensível aos transtornos e prejuízos que causa à população e à economia local, a par da degradação da qualidade do serviço postal com quase 500 anos de existência, o Governo está determinado em prosseguir numa reestruturação cega e meramente economicista daquela empresa pública, substituindo a prioridade da prestação de um serviço universal e de qualidade pela obtenção do melhor preço no negócio da privatização.

A Comissão Política do PS Loulé manifesta a sua rejeição à opção política de encerramento da estação dos CTT de Boliqueime, seja porque tal facto irá constituir uma degradação da qualidade do serviço público postal prestado na freguesia, seja ainda porque a população residente, principalmente os mais idosos, irão ser gravemente afectados pela privação dos serviços de proximidade oferecidos pela estação de Boliqueime.

O PS Loulé demarca-se e censura a postura de passividade no acompanhamento do processo, adoptada pela Junta de Freguesia de Boliqueime, uma vez que conhecendo a intenção de encerramento da estação dos CTT, pelo menos, desde Dezembro de 2012, não promoveu qualquer iniciativa de protesto junto de outras instâncias de poder, nomeadamente na Assembleia Municipal de Loulé, órgão de poder político local onde o presidente da Junta de Freguesia tem assento em representação da população de Boliqueime. Igualmente lesivo dos interesses da população foi o facto de ter rejeitado a possibilidade de a Junta de Freguesia poder assegurar a prestação de alguns dos serviços, no âmbito de um protocolo a negociar com os CTT.

O PS Loulé associa-se ao protesto manifestado pela população e assume o compromisso de pugnar junto das instâncias competentes para que a estação dos CTT de Boliqueime seja reaberta ou, caso tal pretensão não tenha sucesso, para que a Junta de Freguesia assegure a prestação dos serviços postais e de outra natureza que eram prestados pela estação recentemente encerrada.

O Presidente da Comissão Política do PS Loulé, Vítor Faria

Categories: Loulé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.