AGENDA

Apresentação do livro “Sonhos de Emigrante – À Janela da Vida, Vol. II”, de Clementino Baeta

emigrante

No próximo dia 22 de junho, sábado, pelas 15h00, a Biblioteca Municipal de Loulé irá receber a apresentação do livro “Sonhos de Emigrante – À Janela da Vida, vol. II”, de Clementino Baeta.

Clementino Domingos Baeta nasceu em São Lourenço de Almancil (13 de janeiro de 1913). Cresce num contexto de sensibilidade ao canto, à música, ao teatro, à poesia e tem o privilégio de uma relação muito próxima com António Aleixo: desde muito cedo, os dois se reconhecem e afeiçoam um ao outro. Quando se apaga o patriarca das letras populares (1950), são decorridos 22 anos de contacto e, aos 11 anos, Baeta já tem o avale prometedor da parte de Mestre Aleixo.

Emigra, aos 34 anos, para Venezuela, à procura de trabalho e está de regresso aos 59. Reassume o seu lugar nas tertúlias, rodeiam-no felizes os velhos companheiros que o têm como o maior depois de Aleixo: surpreende-o de imediato J. Ruivinho Brazão, envolvido na pesquisa da poesia popular de autor. Oito anos decorridos de estreito contacto, sobrevém inesperada a morte do aedo (27 de fevereiro de 1988), preparado que era o volume I da obra poética (editado em 1990).

“Sonhos de Emigrante – À Janela da Vida, vol. II” são 288 páginas, distribuídas por sete capítulos, onde se relevam: o canto épico do emigrante; o canto da liberdade, da mulher e do amor, da poesia e do poeta e o elogio do Mestre Aleixo; a sapiência colhida entre a chegada e a partida; o canto da festa, do trabalho, da vida. Proclama, enfim, os valores intemporais do homem e tece o elogio dos valores nacionais e da sua terra. O poeta de Almancil insere-se nos princípios que regem a nossa tradição poética popular: abre-se, porém a novos caminhos de expressão e sabe conciliar, em poesia, obediência e criatividade.

A apresentação da obra cabe à escritora Lídia Jorge e ao Professor Doutor João Minhoto da Universidade do Algarve e a apresentação crítica cabe ao investigador da oralidade, J. Ruivinho Brazão.

A entrada livre.

Categories: AGENDA, Loulé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.