Ocorrências

Prisão preventiva para quatro suspeitos de assaltos a residências

Detidos "destacavam-se do habitual", já que eram "muito especializados na abertura de fechaduras de alta segurança"

Detidos “destacavam-se do habitual”, já que eram “muito especializados na abertura de fechaduras de alta segurança”

O Tribunal de Instrução Criminal do Porto decretou, este sábado, prisão preventiva para quatro suspeitos de assaltos a residências equipadas com fechaduras de alta segurança.

Os quatro indivíduos foram detidos na sexta-feira, no âmbito de uma operação divulgada este sábado pela Divisão de Investigação Criminal da PSP do Porto e desenvolvida com o apoio do comando distrital da PSP de Faro e da GNR de Albufeira.

Com idades entre os 33 e os 48 anos, os detidos “destacavam-se do habitual” já que eram “muito especializados na abertura de fechaduras de alta segurança”, explicou à Lusa fonte policial.

Segundo a mesma fonte, os indivíduos, que alegadamente atuavam em Portugal desde 2011, começavam por fazer o reconhecimento das habitações, sinalizavam-nas deixando uma marca e executavam o assalto quando as mesmas estavam vazias, sem deixar danos.

Aos quatro detidos são imputados cerca de 20 assaltos a residências localizadas essencialmente no Norte (Porto, Braga e Guimarães) e no Algarve.

Durante o dia de sexta-feira, a PSP desenvolveu operações policiais que contemplaram a realização de três buscas domiciliárias e duas não domiciliárias nas áreas da Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Albufeira, das quais resultaram as detenções e a apreensão de material diverso destinado ao arrombamento de portas de alta segurança, peças de ourivesaria e canhões de fechaduras, entre outros objetos.

A investigação teve início em 2011, e os indivíduos, que alegadamente apresentavam ligação a outras células de crime, foram entretanto sinalizados na Alemanha e na Suécia.

Texto: JN

Foto Rui Oliveira/Global Imagens

Categories: Ocorrências

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.