Desporto

Estado assume dívidas e gestão do Autódromo do Algarve

Numa altura em que a Parkalgar estava em reestruturação financeira, a empresa pública Portugal Capital Ventures veio resolver o problema.

Autódromo Internacional do Algarve

Autódromo Internacional do Algarve

O Estado, através da sua empresa de capital de risco Portugal Capital Ventures, adquiriu a Parkalgar Serviços, empresa gestora do Autódromo Internacional do Algarve, aguardando agora pela aprovação da Autoridade da Concorrência (AC) relativamente à operação.

“A Portugal Capital Ventures, Sociedade de Capital de Risco, notifica a aquisição do controlo exclusivo da sociedade Parkalgar Serviços, que, por sua vez, vai adquirir o controlo exclusivo sobre um conjunto de activos que integram um estabelecimento comercial localizado em Portimão”, pode ler-se no comunicado divulgado no site da Autoridade da Concorrência.

Recorde-se que, em Novembro de 2012, a Parkalgar viu ser aprovado, pelo Tribunal de Portimão, o seu plano de reestruturação financeira, o qual previa o perdão de 40 dos 160 milhões de dívida acumulada, o que correspondia a 25% do total, incluindo ainda a remissão de juros, a redução de custos com pessoal, o perdão de indemnizações, a extensão de prazos e a utilização de apartamentos ou lotes de terreno para pagamento da dívida.

O BCP e a Bemposta representavam mais de dois terços dos créditos, pelo que tiveram de aprovar o plano de reestruturação para que este fosse colocado em prática. Neste sentido, o BCP, responsável por 117,4 milhões de euros de crédito reconhecido, aceitou reduzir a dívida da Parkalgar para 94,3 milhões, enquanto a construtora Bemposta manteve a sua dívida de 10,3 milhões.

Com esta operação agora anunciada, as dívidas da Parkalgar passam para a alçada do Estado, passando este a assumir o passivo daquela empresa mas também, em consequência deste negócio, a gestão de toda a estrutura física que é o Autodromo Internacional do Algarve, até aqui nas mão da Parkalgar e que, por efeito desta concentração de empresas, passa para a alçada da empresa pública Portugal Capital Ventures, a qual passa a assumir o referido “controlo exclusivo do estabelecimento comercial localizado em Portimão”, entenda-se, o AIA.

A propósito desta entidade Portugal Capital Venture, pode ler-se no comunicado da Autoridade da Concorrência tratar-se de uma “sociedade de capital de risco que investe o seu capital próprio, bem como os fundos sob sua gestão, em empresas ou projetos com potencial de crescimento elevado”. “Intervém neste processo na qualidade de sociedade gestora de um ou mais fundos por si geridos, ainda a designar, que adquirirão uma participação maioritária no capital social da Parkalgar Serviços”, acrescenta a mesma nota da AC.

Fonte: LusoMotores

Categories: Desporto, Portimão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *