Algarve

Nuno Crato recebeu estudantes da UAlg em protesto

Movimento Associativo “5as FEIRAS NEGRAS NO ENSINO SUPERIOR”, recebido pelo Ministro da Educação e Ciência, e já começa a surtir efeito!

quintas

Este é o título do comunicado hoje emitido pela Associação Académica da Universidade do Algarve (AAUALG). Leia aqui:

«O Ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, e o secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, receberam esta manhã (que antecede a 5ª feira negra) o movimento associativo “5as FEIRAS NEGRAS NO ENSINO SUPERIOR”, onde esteve presente a Presidente da Associação Académica da Universidade do Algarve, Filipa Braz da Silva. Nesta reunião as Associações Académicas apresentaram à tutela o seu projeto «20 respostas para um Ensino Superior melhor.

O ministro da Educação e Ciência demonstrou a preocupação por parte do Governo relativamente aos problemas que têm vindo a assolar o Ensino Superior, anunciando que o Governo pretende criar, até ao final do ano, um programa contra o abandono escolar no Ensino Superior, programa este que consistirá no reforço dos sistemas de apoio aos estudantes, com o intuito também de apostar na reinserção dos alunos que deixaram de estudar por carências financeiras. Foi avançado também que, tanto o Ministro da Educação como próprio Primeiro Ministro, estão abertos para ver a questão das dívidas contributivas e tributárias, problema já há muito reivindicado pelo movimento associativo. Foi revelado ainda que a tutela estará a tentar captar financiamento para esta rubrica. O Secretário de Estado do Ensino Superior comprometeu-se a apresentar, até Dezembro de 2013, uma resolução para esta questão.

Ficou ainda o compromisso, por parte do Secretário de Estado do Ensino Superior, de se manter a periodicidade mensal de reuniões com o movimento associativo nacional.

Apesar desta vitória do movimento associativo, a Associação Académica da Universidade do Algarve, vem por este meio informar que todas as iniciativas preparadas para o dia de amanhã, 17 de Outubro, se manterão, sendo que um dos nossos objetivos é alertar e consciencializar a academia e a sociedade civil para a necessidade de melhorar o nosso Ensino Superior, pugnando sempre para a diminuição das desigualdades sociais que infelizmente ainda acontecem no nosso País. O Ensino Superior é a ponte para o futuro do nosso País, sendo também o meio para o desenvolvimento nacional e regional, daí mantermos o ajuntamento, pois queremos mostrar à sociedade civil o trabalho desenvolvido pelos nossos estudantes.

Contamos com a presença de todos… Por um Ensino Superior SEM DIFERENÇAS!

Têm de ser afastadas as regras que impedem as universidades e politécnicos de gerir melhor o orçamento».

Fonte: Ademar Dias, Rádio Horizonte Algarve

Categories: Algarve

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.