Castro Marim

Santa Casa da Misericórdia projeta Residência para doentes de Alzheimer

Na sequência de uma reunião de trabalho com o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Francisco Amaral, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim, José Cabrita, deu a conhecer o projeto de arquitetura para a construção de uma Estrutura Residencial para Doentes de Alzheimer.

Reunião do Executivo com a Santa Casa da Misericórdia

Reunião do Executivo com a Santa Casa da Misericórdia

Num investimento de 2,5 milhões de euros, o equipamento social a construir, no antigo edifício sede da Casa do Povo de Castro Marim, destina-se a dar uma resposta eficaz e adequada às necessidades específicas dos indivíduos portadores da doença de Alzheimer, não só aos doentes do concelho, mas antes a toda a região algarvia.

É de salientar o facto, de a sul do Tejo, não existir qualquer unidade desta natureza que possa responder a doentes com esta patologia, constituindo assim um grave problema para as famílias que têm doentes de Alzheimer a seu cargo, visto que os Lares da Terceira Idade não têm estruturas físicas, nem pessoal especializado adequados.

Consciente da dificuldade que é a edificação de uma Estrutura Residencial com estas características, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia acredita, firmemente, que a mesma poderá ser uma realidade  num prazo de dois anos, pois trata-se de resolver um problema que aflige seriamente os pacientes de Alzheimer e as famílias: o seu internamento e a qualidade de vida destas pessoas.

Para o Presidente da Câmara Municipal, a construção deste equipamento, que terá capacidade para 70 utentes, podendo criar 50 postos de trabalho, é uma boa notícia para Castro Marim. Em primeiro lugar, porque reflete as preocupações sociais e o dinamismo da Santa Casa da Misericórdia, depois porque constitui um bom exemplo no acompanhamento de uma doença que, infelizmente, tem vindo a registar um crescimento muito significativo.

No âmbito da doença de Alzheimer, no mês de janeiro, na biblioteca Municipal, haverá uma conferência sobre esta problemática com a participação da neurologista Raquel Valente, do Hospital de Faro.

Categories: Castro Marim

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.