Desporto

Mark Webber ao volante do novo Porsche LMP1 no Autódromo Internacional do Algarve

Última sessão de testes de 2013 decorreu em Portimão

webber

A Porsche terminou o programa de testes em 2013 com o novo LMP1. O Porsche LMP1 fez as suas últimas voltas do ano no Autódromo Internacional do Algarve, perto de Portimão, onde Mark Webber se sentou pela primeira vez no protótipo que irá conduzir na próxima temporada. A equipa só vai regressar aos testes no início de 2014. No próximo ano a Porsche AG vai competir com dois carros no Campeonato do Mundo de Endurance (WEC), com estreia marcada para abril de 2014. O ponto mais alto da temporada será o regresso da marca à categoria máxima das 24 Horas de Le Mans em junho.

No Autódromo Internacional do Algarve, Mark Webber teve finalmente o seu primeiro contacto com o Porsche LMP1, depois da equipa Red Bull Racing lhe ter dado autorização para participar nesta sessão de testes. Só a partir de 1 de janeiro de 2014 é que Mark Webber será oficialmente piloto da equipa de fábrica da Porsche, juntando-se aos já contratados Timo Bernhard, Romain Dumas e Neel Jani.

“O meu primeiro dia neste fascinante projeto foi uma experiência intensa para mim. Quero agradecer à Red Bull Racing por me dar a oportunidade de me juntar a este projeto mais cedo. Este é um enorme e importante passo para todos nós. Permite integrar-me mais depressa com a equipa e contribuir na continuação do desenvolvimento do LMP1. Temos um longo caminho pela frente que envolve muito trabalho. Não tenho dúvidas em relação a isso”, afirmou Mark Webber.

Sessão de testes em Portimão

O principal foco da última sessão de testes da Porsche em Portimão foi o desenvolvimento da suspensão e dos pneus, em parceria com a Michelin. Anteriormente a equipa já tinha vindo a desenvolver o LMP1 nos circuitos europeus de Magny-Cours (França), Monza (Itália) e Paul Ricard (França), bem como no Eurospeedway Lausitz (Alemanha).

“Entre o lançamento deste carro completamente novo, em Junho, e agora, conseguimos progressos significativos. Cada quilómetro percorrido foi importante, dando-nos novas informações que fizeram avançar com o desenvolvimento. Toda a equipa trabalhou arduamente e eu queria expressar os meus sinceros agradecimentos a todos. Os nossos esforços vão continuar sem esmorecer em 2014. Até ao início da temporada, em Silverstone, em meados de abril, há muito trabalho para fazer,” garantiu o chefe do projeto Porsche LMP1, Fritz Enzinger.

O Porsche LMP1 de 2014

O regulamento do WEC estipula que os construtores inscritos na classe mais alta de protótipos (LMP1) alinhem com veículos híbridos. No desenvolvimento de um sistema híbrido muito eficiente e de elevada performance para o novo LMP1, os engenheiros da Porsche foram confrontados com enormes desafios que apenas podem ser solucionados com soluções inovadoras.

Desta forma, o veículo de competição possui um sistema híbrido que consiste num motor de quatro cilindros a gasolina com injeção direta e dois sistemas recuperadores de energia. A energia recuperada é armazenada numa bateria até que seja utilizada pelo piloto. Um potente motor elétrico debita, então, mais potência para o eixo dianteiro. No entanto, o regulamento WEC limita a quantidade de combustível, bem como de energia elétrica, ou o chamado “boost”, disponível para o piloto por cada volta. O desenvolvimento de um sistema tão eficiente vai ter elevados benefícios para os modelos de produção da Porsche.

Wolfgang Hatz, Membro do Concelho Executivo para a Pesquisa e Desenvolvimento da Porsche AG, refere que o desafio de regressar à categoria LMP1 16 anos depois era enorme, mas que a empresa vai focar os seus esforços no desenvolvimento do veículo de competição Porsche LMP1. Hatz ressalva que até ao momento os engenheiros, os pilotos e toda a equipa têm tido um excelente desempenho e que estão a ser descobertas novas abordagens no desenvolvimento, implementação e aplicação de tecnologias de eficiência de ponta que serão úteis no futuro na aplicação em modelos de produção.

Fonte: Autoviva

Categories: Desporto, Portimão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.