Algarve

Bispo sublinha necessidade de combater e denunciar a «guerra do dinheiro»

O bispo do Algarve considera que a prática da fraternidade assume hoje um caráter cada vez mais urgente no meio de um mundo onde “as grandes guerras já não são com armas” mas “com dinheiro”.

D. Manuel Quintas - Bispo do Algarve - foto de Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

D. Manuel Quintas – Bispo do Algarve – foto de Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

De acordo com a edição online desta sexta-feira do jornal Folha do Domingo, D. Manuel Quintas deixou este repto em Loulé, durante a primeira celebração de 2014, no Santuário de Nossa Senhora da Piedade.

O prelado sublinhou a importância de cada cristão “denunciar este tipo de guerra, silenciosa mas muito eficaz e profundamente injusta” e viverem em fidelidade aos valores do evangelho, de tal modo que a sua conduta seja na sociedade espelho do “rosto de Deus”.

Deus deve fazer” parte dos projetos pessoais” de cada um, todos os dias do ano, “não apenas aos domingos”, exortou o bispo algarvio, pois só assim será também possível dar a conhecer o amor do Pai aos outros, em casa, no trabalho, nos momentos de comunidade.

Fonte: FD/JCP

Categories: Algarve

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.