Loulé

Comemorações do Centenário do Nascimento de Maria Campina arrancaram com Conferência

No último sábado, dia 18 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, deu-se início às comemorações do 100.º aniversário de Maria Campina com um público que se mostrou bastante interessado em conhecer/redescobrir a figura de Maria Campina.

Dália Paulo, chefe da Divisão de Cultura e Património, deu as boas-vindas aos presentes e deu a conhecer a organização conjunta destas comemorações com o Conservatório Regional do Algarve Maria Campina. Referiu que esta conjugação de esforços vai permitir a realização de um conjunto alargado de atividades que se vão desenrolar em Loulé e Faro. Aguçou a curiosidade da assistência relativamente ao programa de atividades previsto para o presente ano: dia 25 de janeiro a VII Gala Maria Campina, no Conservatório Regional, dia 18 de fevereiro, um concerto no Cine-Teatro Louletano com o pianista António Oliveira, dia 27 de fevereiro uma visita orientada ao Cemitério de Loulé, de junho a janeiro de 2015 a exposição “Maria Campina a mulher que pôs de pé Salzburgo”, no Convento de Santo António, um concerto no Cine-Teatro a assinalar o Dia Mundial da Música, entre outras atividades.

A mesa desta cerimónia inaugural foi composta pelo presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, pelo presidente da Assembleia Municipal, Adriano Pimpão, Olga Cruz, em representação do Conservatório Regional do Algarve, a prima-irmã de Maria Campina, Maria Teixeira, e por João Almeida como orador convidado.

O presidente da Câmara deu as boas-vindas aos convidados e fez uma surpresa aos familiares de Maria Campina, informando que uma fotografia da pianista irá ser colocada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no decorrer das comemorações, sendo a segunda mulher a figurar neste espaço (a primeira é Laura Ayres).

Olga Cruz iniciou as suas breves palavras dizendo que foi o envio de dois brilhantes alunos de Loulé para o Conservatório Regional do Algarve que deu início ao seu relacionamento profissional e de amizade com Maria Campina. A partir dessa altura passou a ser professora desta instituição, até aos dias de hoje.

Demonstrando muita saudade pela sua familiar, Maria Teixeira traçou um breve historial da importância que Maria Campina foi alcançando a nível nacional e internacional, o seu percurso vivencial, académico e profissional.

Tomou a palavra Isilda Martins, investigadora de História local, que deu a conhecer o difícil processo de implementação do Conservatório Regional do Algarve, pois dele fez parte como Delegada Regional da Cultura, e evidenciou o papel importante que Maria Campina e, mais tarde, o seu marido Pedro Ruivo tiveram para a concretização real de um projeto necessário já há uns anos na região algarvia.

Para além destas pequenas intervenções, é de salientar a excelente conferência proferida pelo professor e pianista João Almeida que teve o privilégio de ser aluno de Maria Campina. Através de um enquadramento biográfico destacou Maria Campina como um ser humano excecional, como uma artista ímpar e como uma profissional de grande exigência. Como professora não só se restringia ao seu papel de pedagogia musical, mas também aproveitava todos os momentos para transmitir aos seus alunos os importantes valores culturais e humanos da sociedade.

Para finalizar, o presidente da Câmara, Vítor Aleixo, agradeceu a ótima lição cultural e reafirmou o compromisso de honrar Maria Campina durante as Comemorações do 100º aniversário do seu nascimento.

Por: Município de Loulé

Categorias:Loulé

PlanetAlgarve

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s