Albufeira

Celebração da Semana Santa | Tradição da Procissão dos Painéis retomada 40 anos depois | Daqui a pouco começa a Via Sacra

Ontem, dia 17 de Abril, pelas 21.30 horas, teve início na cidade de Albufeira a Procissão dos Painéis, organizada pela Santa Casa da Misericórdia, em colaboração com a Paróquia de Albufeira e o apoio do Município local.

Esta Procissão enquadra-se nas Cerimónias da Semana Santa que a Paróquia, em conjunto com a Santa Casa, realiza todos os anos, mas que por vicissitudes várias deixou de se fazer há cerca de quarenta anos em Albufeira.

No Compromisso atual da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, artigos 7.º e 11.º, está inscrita a obrigação dos irmãos da Misericórdia comparecerem nas cerimónias religiosas da Semana Santa. Os Compromissos mais antigos desta secular Instituição referem expressamente que entre as ditas cerimónias da Semana Santa constam as Procissões de Quinta-feira Santa e Sexta-feira Santa, a saber: Procissão dos Painéis e Procissão do Enterro do Senhor.

A primeira destas Procissões já se efetuou este ano. E sabe-se já que é desejo da Mesa da Santa Casa levar a cabo, no próximo ano, também a Procissão do Enterro do Senhor na Sexta -Feira Santa pelas ruas da cidade, como antigamente.

Em boa hora se concretizou parte desta longa tradição, pois o povo de Albufeira e os irmãos da Santa Casa responderam em grande número a esta iniciativa com a sua presença atenta e participativa.

Para retomar este valor cultural da nossa terra, que corria o perigo de se perder da memória do seu povo, pois que Albufeira de hoje é uma amálgama de gentes de todo o mundo, contou-se particularmente com a ajuda do pequeno opúsculo“ Procissões da Semana Santa e de Domingo de Páscoa”, da autoria do Padre Semedo, que foi pároco de Albufeira.

Foram seguidas as indicações desse livro, que diz “à hora marcada, os irmãos da Misericórdia com os seus balandraus (opas negras) vestidos, cabeça descoberta, tomam os painéis e as lanternas e forma-se o cortejo”.

À frente o Andador com a matraca e erguida no meio de duas lanternas a Bandeira principal da Misericórdia, vulgarmente conhecida por Bandeira Real. Depois os painéis da Paixão do Senhor, igualmente erguidos. No fim, o Pálio de cor roxa com o sacerdote que transporta o Crucifixo e entoa por três vezes ”Senhor Deus, misericórdia”, ao que o povo responde com igual invocação.

Às 21.30h, iniciou-se a Procissão da Capela da Misericórdia em direção à Igreja de Santa Ana e daí para a Igreja Matriz.

O toque cadenciado dos tambores dos Bombeiros Voluntários de Albufeira à frente da Procissão e o cântico da Ladainha de Todos os Santos pelo coro da Paróquia e dos jovens da Santa Casa, no meio de archotes e velas dos fiéis, fizeram deste ato religioso um grande momento de oração, de reflexão e de paz.

Na Igreja de Santa Ana, onde se encontram as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores, que saem habitualmente na Procissão dos Passos no terceiro Domingo da Quaresma, o povo louvou a Mãe de Deus com o cântico “Ó Mãe dolorosa”. Partiu depois para a Igreja Matriz, a cantar de novo a Ladainha de Todos os Santos.

Nessa igreja-mãe estava exposto o Santíssimo Sacramento para adoração dos fiéis, após a Missa da Ceia do Senhor. Ao entrar, a multidão entoou o cântico de louvor a Cristo “Toda a nossa glória está na Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo”. Seguiram-se algumas invocações eucarísticas e a aclamação de fé“ Meu Deus, eu creio, adoro e espero e amo-vos”. Foi depois lida uma passagem do Evangelho sobre o Pão da Vida.

O pároco de Albufeira, cónego José Rosa Simão, fez uma breve reflexão sobre o exemplo de Jesus que deu a sua vida ao serviço dos outros, apelando ao mesmo tempo para uma sincera atitude de conversão daqueles e daquelas que desejam seguir os passos do seu Mestre. E explicou que a finalidade da Procissão dos Painéis é precisamente a de permitir aos irmãos da Misericórdia e demais fiéis que, olhando para os quadros da via dolorosa de Jesus, encontrem aí um forte apelo a ser em cada dia verdadeiros servidores do bem comum, sobretudo dos mais carenciados.

Paixão do Senhor da Cruz, Comunhão e Procissão do Enterro do Senhor.

Ainda no âmbito das celebrações da Sexta-feira Santa, hoje, dia 18 de abril, pelas 17 horas, foi celebrada miss da Paixão do Senhor da Cruz e Comunhão na Igreja Matriz.

Estiveram na celebração ao Sr. da Cruz muitos fiéis, entre eles muitos estrangeiros.

Esta noite será feita a Via-Sacra, a partir das 21:30 horas, desde a Rotunda dos Relógios até ao Centro Pastoral Beato Vicente, na Correeira/Montechoro.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Albufeira

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.