AGENDA

Evento solidário para apoiar o GRATO | 9 de maio

Perante as inúmeras dificuldades financeiras pelas quais o GRATO está a passar, o Rotary Club da Praia da Rocha, na pessoa do seu presidente, Fernando Gião, está a organizar um espetáculo de variedades que terá lugar na sexta-feira, dia 9 de maio, pelas 21:30, no Teatro Municipal de Portimão – TEMPO, em Portimão.

cartaz

O espetáculo de variedades conta com a presença do Grupo Coral Adágio; da fadista portimonense, Joana Rato; dos grupos de cantares de raiz tradicional portuguesa, Puracura e Banda Alhada; de VIVIANE, a excelente cantora algarvia de reputação nacional e internacional; do Duo Em Sol Maior que traz a público um reportório completamente inovador numa frequência sonora diferente; da fadista Helena Castro e de um artista surpresa de reputação nacional e internacional.

Fernando Gião

Fernando Gião

Segundo Fernando Gião, «não poderíamos, enquanto membros ativos da sociedade, deixar de colaborar com uma instituição da cidade que alimenta mais de 50 famílias por dia e que presta apoio a todos os que lhe batem à porta, mesmo que sejam de outros concelhos do Algarve e do País, como tantas vezes acontece. Sendo o nosso lema “dar de si, antes de pensar em si”, só podemos colaborar com todos os que necessitam e o GRATO precisa de todos nós neste momento tão difícil da nossa sociedade, onde os mais frágeis precisam ainda de mais ajuda».

Maria Júlia Travessa

Maria Júlia Travessa

Maria Júlia Travessa, reformada do ensino, assumiu em 2007 a direção da instituição, que viu nascer e acompanhou, ao longo dos anos, ao lado de Celina Leal, sua antecessora. Esta dirigente assume hoje as dificuldades financeiras pelas quais a instituição passa. Consciente que «hoje, mais do que nunca, não podemos voltar as costas uns aos outros. É nestes momentos difíceis, em que todos somos colocados à prova, que temos de nos superar tanto a nível pessoal como coletivo. Estou convicta de que só podemos continuar a caminhar para um mundo melhor, quando soubermos colaborar mais uns com os outros do que rivalizarmos por minudências. A presença de todos os nossos amigos neste evento que está a ser organizado pelos rotários da Praia da Rocha, será, para nós, um meio de sobrevivência nos próximos tempos. O apelo que faço é que assistam a este espetáculo de variedades onde participam, maioritariamente, artistas algarvios e portimonenses de grande qualidade e valor», reitera Júlia Travessa.

SOBRE O GRATO

O GRATO (Grupo de Apoio aos Toxicodependentes) é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, fundada a 26 de Abril de 1995, em Portimão, com âmbito de ação local e regional. Aquando da sua fundação, tinha como objetivo principal, a prestação de serviços à comunidade na área da toxicodependência.

Atualmente, os serviços do GRATO são muito mais alargados, apoiando, não só, pessoas que estejam direta ou indiretamente relacionadas com o problema da droga, mas também, na prestação de serviços à comunidade desfavorecida e excluída socialmente. O GRATO tem como público-alvo todo o tipo de população desfavorecida socialmente, com uma faixa etária muito diversificada, que pode ir desde os 4 meses (creche) aos 70 anos.

O GRATO é uma porta aberta para todos aqueles que precisam de ajuda aos níveis pessoal, social e profissional. Como forma de alcançar os seus objetivos o GRATO tem várias respostas socias e atividades em funcionamento, disponibilizando deste modo, um leque variado de serviços, de que se destaca o apoio psicossocial e o apoio na reinserção socioprofissional.

A EQUIPA DE INTERVENÇÃO DIRETA é constituída por um psicólogo clínico, uma socióloga, uma técnica de serviço social, uma animadora sociocultural, um agente educativo, um monitor; uma gestora, uma administrativa e uma empregada de limpeza.

O GRATO gere também um APARTAMENTO DE REINSERÇÃO SOCIAL, com capacidade para sete utentes, cujo objetivo é dar a oportunidade às pessoas de reaprender a gerir o seu espaço, a sua economia, proporcionando-lhe a segurança e o tempo necessário para se reinserir aos níveis pessoal, social e profissional, tornando-se um membro útil e produtivo na nossa sociedade.

A CRECHE, instalada na Cruz da Parteira tem capacidade para 40 crianças entre os 4 meses e os 3 anos, sendo a mesma constituída por duas educadoras de infância, cinco ajudantes de ação educativa, uma cozinheira, uma administrativa e uma empregada de limpeza.

O GRATO participa em vários projetos e programas em parceria com o IEFP e a Segurança Social, de que se destacam: a EQUIPA DO RSI (Rendimento Social de Inserção), constituída por sete técnicas de serviço social, duas psicólogas e sete ajudantes de ação direta que acompanham atualmente 450 famílias beneficiárias; o BAA (Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve), através do qual o GRATO tem a possibilidade de receber e distribuir géneros alimentares à população carenciada de Portimão e concelhos limítrofes; o PROGRAMA PIEF, constituído por três técnicas de intervenção local; o FEAC (Fundo Económico de Auxílio a Carenciados) através do qual o GRATO tem a possibilidade de distribuir géneros alimentares a utentes carenciados utentes da instituição; o PROJETO DE VOLUNTARIADO, através do qual o GRATO trabalha com uma equipa de voluntários que colaboram em atividades juvenis festas e outras atividades organizadas pela entidade; O projeto de PREVENÇÃO PRIMÁRIA NAS ESCOLAS, através do qual o GRATO se desloca às escolas de Portimão e concelhos limítrofes para a realização de palestras sobre a problemática do consumo de substâncias alteradoras de humor e as suas consequências; o programa HIGIENE PARA TODOS, através do qual o GRATO dispõe, nas suas instalações, de um espaço destinado à manutenção diária da higiene pessoal, para a população sem-abrigo.

Inserido no “PROGRAMA JUVENTUDE”, desde 2006 que o GRATO está representado além-fronteiras desenvolvendo intercâmbios entre várias entidades de vários países com o objetivo de encontrar novos parceiros sociais para a resolução dos problemas e apreensão de novos métodos e técnicas para trabalhar com jovens e população desfavorecida socialmente.

Nos últimos três anos o GRATO terminou alguns projetos relevantes, de que se destaca o projeto “EU CONTO…”, no âmbito do programa Contratos Locais de Desenvolvimento Social, o qual teve a duração de três anos, atuando nos bairros sociais da Cruz da Parteira e Miracabo, com a finalidade de promover a inclusão social dos cidadãos através do desenvolvimento de novas ações que permitam combater a exclusão.

Ao nível da formação profissional, o GRATO desenvolveu vários cursos técnico profissionais, cujo público-alvo sempre foram pessoas em risco e/ou em situação de exclusão social.

O GRATO presta aconselhamento e apoio psicológico, pois considera a adição como uma doença, que, além de provocar no adicto ruturas familiares, sociais, profissionais e judiciais, provoca de igual modo uma baixa de autoestima, autoconceito, uma desorientação temporal, um afastamento da realidade e um isolamento social. Todos estes fatores aumentam, proporcionalmente, com o uso de substâncias alteradoras de humor e do comportamento. De referir que os comportamentos obsessivos e compulsivos estão na génese do fenómeno da toxicodependência. Deste modo, todo o apoio psicológico é orientado para estas áreas, bem como, para a aproximação do adicto à sua família, à comunidade e ao mercado de emprego, de modo, a tornar-se num membro ativo e produtivo da sociedade. Para além do encaminhamento para centros de tratamento, o GRATO presta apoio em cenários de pós-tratamento.

Por: Rotary Club da Praia da Rocha

Categories: AGENDA, Portimão

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.