Desporto

“Individualidades na Escola” | Guarda-Redes Ricardo Pereira com alunos louletanos

Ricardo Pereira, o segundo guarda-redes mais internacional por Portugal (79 internacionalizações), ex-jogador do Sporting, Boavista, Bétis, Leicester City e Vitória de Setúbal, atualmente a representar o Olhanense, foi o primeiro convidado da iniciativa “Individualidades na Escola”, que decorreu na passada segunda-feira, 5 de maio, na Escola EB2,3 Eng.º Duarte Pacheco, em Loulé.

Esta atividade, inserida na candidatura de Loulé a Cidade Europeia do Desporto 2015, é um projeto da Câmara Municipal de Loulé cujos objetivos passam por levar às escolas do Concelho individualidades do desporto nacional e internacional, de forma a interagirem com os alunos, promovendo e abordando a sua modalidade, a carreira desportiva, os eventos relevantes em que tenham participado, valorizando a escola, bem como os hábitos de vida saudáveis.

No auditório da escola, e perante uma sala com lotação esgotada, o vice-presidente da Câmara Municipal de Loulé, Hugo Nunes, e o diretor do agrupamento, Carlos Fernandes, deram as boas-vindas ao futebolista e fizeram a abertura desta iniciativa.

O responsável municipal pela área do desporto Loulé salientou que “pelo número de praticantes, as coletividades, os equipamentos desportivos e pelas pessoas que tem, é um Concelho que tem um potencial enorme no desporto”. Nesse sentido, falou das perspetivas para o ano de 2015 e desta candidatura a Cidade Europeia do Desporto. “Queremos fazer uma mostra de todo esse potencial e aproveitar para lançar sementes para os desportistas do futuro, seja ao mais alto nível competitivo, como é o caso do Ricardo, ou apenas da prática desportiva, por exemplo dos marchantes que vieram de Quarteira a Loulé para assistir à Festa da Mãe Soberana. Tudo isso é desporto e é para fomentar esses dois níveis que nós avançámos com esta candidatura”, sublinhou Hugo Nunes.

No ano em que comemora 20 anos de profissional, Ricardo não conteve a emoção ao ver um vídeo que abordava alguns momentos marcantes da sua carreira, entre os quais o Euro 2004.

Posteriormente o guarda-redes realçou a importância de nunca ter abandonado os seus estudos até se ter tornado profissional de futebol, falou da sua infância, da sua carreira, dos seus sonhos, dos seus ídolos e de inúmeras vivências, tanto dentro como fora das quatro linhas.

“Para mim é importante estar aqui porque eu também já estive do vosso lado. Tive ídolos que, mais tarde, foram meus colegas e quando estava desse lado ouvi-os marcaram muita da minha força e dos meus objetivos para ser profissional de futebol”, frisou o guardião.

Os alunos, por seu turno, ouviram de forma atenta e entusiasmada sendo que tiveram oportunidade para colocar questões ao internacional português.

A célebre defesa sem luvas no penalti contra a Inglaterra foi, naturalmente, uma das questões levantadas pelo jovem público. “Essa foi uma questão que eu já respondei muitas vezes, já podia ter uma gravação sobre isso. O defender sem luvas ou não teve mais influência naquela altura para quem foi marcar. Foi para tentar desestabilizar ou mexer com o consciente de quem está numa competição daquelas porque qualquer movimento menos normal que possamos fazer pode influenciar quem vai marcar. No momento decidi fazer aquilo e resultou”, explicou.

Quanto ao clube do seu coração referiu que é aquele que deveria ser o de todos os portugueses: Portugal. “Gosto dos clubes por onde passei, onde tive bons e maus momentos. Mas o melhor clube que tive e que terei para sempre é a seleção nacional”, afirmo o guarda-redes do Olhanense.

Seguidamente, no átrio da escola, Ricardo deu uma sessão de autógrafos e a comunidade escolar teve a oportunidade de conviver de perto com um dos heróis do Euro 2004. O futebolista fez ainda questão de visitar uma sala de aula frequentada exclusivamente por alunos com multideficiência ou surdo cegueira congénita.

Esta iniciativa envolveu cerca de 600 alunos e encerrou com o convidado a dar o pontapé-de-saída de um jogo de futebol no pavilhão desportivo da Escola EB2,3 Engº Duarte Pacheco.

No rescaldo da iniciativa, Carlos Fernandes, diretor do agrupamento, visivelmente satisfeito, salientou que “este foi, sem sombra de dúvida, um dia inesquecível para todos os alunos da escola”.

Perante o grande sucesso alcançado, a Autarquia de Loulé já se encontra a trabalhar na próxima sessão do projeto “Individualidades da Escola”.

Por: Município de Loulé

Fotos: CML / Mira

Categories: Desporto, Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.