Desporto

Europeus de Atletismo em VRSA | Benfica e Sporting já dentro do pódio no final do dia 1

Ao final do primeiro dia (24 de maio), as equipas campeãs nacionais na época passada fizeram ontem boas prestações, na prova que se está a disputar em Vila Real de Santo António.

Antes mesmo de começar a final da Liga dos Campeões de futebol, em Lisboa, mais a sul, em Vila Real de Santo António, disputava-se a competição equivalente no que ao atletismo diz respeito. A Taça dos Clubes Campeões Europeus teve hoje a sua primeira jornada na pista algarvia, com a ausência do clube russo do Luch Moscovo, por questões económicas. A ausência da equipa campeã europeia veio facilitar as contas a todas as restantes equipas, entre elas as portuguesas, que acabaram o primeiro dia no pódio. O segundo e último dia de provas disputa-se hoje.

SPORTING FALHOU NAS ESTAFETAS MAS LUTA AINDA PELO TÍTULO EUROPEU

A equipa feminina, do Sporting, está no Algarve com uma equipa que até parece ser capaz de chegar ao título europeu de clubes, mas que ao final da jornada de hoje dificultou a sua própria tarefa ao acabar desclassificada, por falta de sincronismo numa das entregas de testemunho. ”Infelizmente esta prova correu menos bem, vínhamos bem classificados, mas ali no último percurso houve um toque na atleta que ia entregar o testemunho, perdeu velocidade e já não conseguiu”, considerou Anabela Leite, responsável técnica, à Agência Lusa. Tudo parecia indicar que hoje o Sporting acabaria mesmo no primeiro lugar, mas acabou por não acontecer, quedando-se no segundo lugar a 5 ponto do Valencia Terra i Mar.

Cátia Azevedo

Cátia Azevedo

E veio de uma das atletas mais novas do coletivo leonino a prestação mais relevante. Cátia Azevedo competiu novamente nos 400 metros e se no ano passado fez cair o recorde nacional júnior, este ano fez cair de novo o recorde nacional sub-23, terminando o evento em 52,61 segundos. ”Não estava à espera da vitória, estamos a começar a competir, ainda não estamos no pico de forma sentia-me um bocadinho cansada para esta prova e estou muito feliz”, referenciou à Agência Lusa. A atleta é já a segunda melhor atleta portuguesa de sempre, ultrapassando hoje Lucrécia Jardim no ranking da história da especialidade, onde ainda lidera Carmo Tavares, hoje seccionista do clube leonino.

Mas o Sporting conseguiu mais vitórias, nomeadamente por intermédio de Patrícia Mamona (triplo salto) e Catarina Ribeiro (3000 metros). Para Mamona foi mais uma boa prova, a encaminhar-se novamente para os 14 metros, hoje com 13.92 metros. Quanto a Catarina Ribeiro, acabou por beneficiar da presença de atletas menos credenciadas, mas também da sua própria superação, com novo recorde pessoal de 9.14,08 minutos.

Destaque ainda para os segundos lugares de Vera Barbosa (400 metros barreiras), Salomé Rocha (3000 metros obstáculos), Marta Onofre (salto com vara) e de Sílvia Cruz (lançamento do dardo). Vera Barbosa só perdeu com a melhor atleta da atualidade mundial, a checa Denisa Rosolova, que fez 56,52 segundos, contra os 57,38 segundos da portuguesa, que aos poucos recupera de uma época anterior muito condicionada. Salomé Rocha não conseguiu superar a espanhola Diana Martin, ficando separadas por cerca de segundo e meio na linha de meta. Marta Onofre (4.10 metros) representou pela primeira vez o Sporting a este nível, com um segundo lugar que só teve melhor repto por parte da checa Romana Malacova (4.20 metros). Para Sílvia Cruz ficou longe o primeiro lugar, ocupado pela espanhola Mercedes Chila, com 52.53 metros, apesar do seu último ensaio a 50.58 metros.

BENFICA REPETE OS 50 PONTOS… MAS NO PÓDIO

Ao final da 1.ª jornada a equipa do Benfica segue na terceira posição da prova masculina da Taça dos Clubes Campeões Europeus. Na verdade conseguiu os mesmos 50 pontos de 2013 mas, desta vez, destacando-se no terceiro lugar, só atrás da destacada equipa italiana do Fiamme Gialle (64 pontos) e ainda da equipa da capital checa, o Dukla Praha (53 pontos). Benfica ainda não conta nesta prova com o préstimo de atletas como Rasul Dabo ou Ricardo Monteiro e isso hoje notou-se, principalmente na estafeta de 4×100 metros. Amanhã a ausência de Dabo também se deverá notar.

Marcos Chuva

Marcos Chuva

Ontem, a única unidade benfiquista a arrecadar os 8 pontos da vitória foi Marcos Chuva, na prova de salto em comprimento. O atleta, mesmo não estando no seu melhor nível competitivo, foi consistente nos dois últimos ensaios, com 7.74 e 7.79 metros, mais de 30 centímetros sobre o mais direto opositor. Ainda assim, confessou o atleta benfiquista. ”Já houve competições mais fáceis de vencer”.

Outros dois atletas chegaram ao segundo lugar das suas provas. Ricardo Santos foi segundo classificado nos 400 metros, com 46,66 segundos, não superando as marcas que fez há cerca de um mês nos Estados Unidos da América. Por outro lado Jorge Paula chegou aos 7 pontos na volta à pista, mas com barreiras, conseguindo marca de qualificação para o Europeu de Atletismo deste ano, ao concluir em 51,05 segundos. ”É a minha melhor marca este ano”, naquela que foi a sua segunda competição do ano, reforçou o atleta no final. Numa competição que tem a presença de oito equipas, em vez das sete equipas do setor feminino, o Benfica conseguiu ainda o terceiro lugar de Yazaldes Nascimento, hoje com 10,70 segundos nos 100 metros, 13 centésimos mais rápido do que tinha sido em 2013.

RESULTADOS (Taça dos Clubes Campeões Europeus – dia 1)

Masculinos:
100 m – Fabio Cerutti (F.Gialle/ITA) – 10,68 | 3. Yazaldes Nascimento (Benfica/POR) – 10,70
400 m – Donald Sanford (Tel Aviv/ISR) – 46,55 | 2. Ricardo Santos (Benfica/POR) – 46,66
1500 m – Ilham Ozbilen (Enka/TUR) – 3.38,33 | 4. Hélio Gomes (Benfica/POR) – 3.49,31
5000 m – Jakub Holusa (D.Praha/CZE) – 14.06,32 | 4. Tiago Costa (Benfica/POR) – 14.13,28
400 m Barr. – Leonardo Capotosti (F.Gialle/ITA) – 50,58 | 2. Jorge Paula (Benfica/POR) – 51,05
Altura – Miguel Angel Sancho (P.Castellon/ESP) – 2.22 | 5. Paulo Conceição (Benfica/POR) – 2.09
Comprimento – Marcos Chuva (Benfica/POR) – 7.79
Martelo – Nicola Vizzoni ( /ITA) – 73.31 | 6. António Vital e Silva (Benfica/POR) – 63.76
Dardo – Jakub Vadlejch (D.Praha/CZE) – 76.41 | 8. Tiago Aperta (Benfica/POR) – 61.99
4×100 m – GA Fiamme Gialle (ITA) – 39,18 | 5. SL Benfica (POR) – 40,81
Coletiva: 1. F. Gialle (ITA) – 64; 2. TJ Dukla Praha (CZE) – 53; 3. SL Benfica (POR) – 50; 4. Playas Castellon (ESP) – 46; 5. Enka SK (TUR) – 43; 6. S. Barnet Harriers (GBR) – 42; 7. M. Tel Aviv (ISR) – 32; 8. EFVC Val d’Oise (FRA) – 29

Femininos:
100 m – Ivet Lalova (Enka/TUR) – 11,52 | 3. Carla Tavares (Sporting/POR) – 12,05
400 m – Cátia Azevedo (Sporting/POR) – 52,61
800 m –Emily Dudgeon (Edinburgh AC/GBR) – 2.03,22 | 5. Salomé Afonso (Sporting/POR) – 2.09,50
3000 m – Catarina Ribeiro (Sporting/POR) – 9.14,08
400 m Barr. – Denisa Rosolova (USK Praha/CZE) – 56,52 | 2. Vera Barbosa (Sporting/POR) – 57,38
3000 m Obst. – Diana Martin (Valencia TiM/ESP) – 9.58,26 | 2. Salomé Rocha (Sporting/POR) – 9.59,95
Vara – Romana Malacova (USK Praha/CZE) – 4.20 | 2. Marta Onofre (Sporting/POR) – 4.10
Triplo – Patrícia Mamona (Sporting/POR) – 13.92
Peso – Úrsula Ruiz (Valencia TiM/ESP) – 16.28 | 3. Irina Rodrigues (Sporting/POR) – 14.37
Dardo – Mercedes Chilla (Valencia TiM/ESP) – 52.53 | 2. Sílvia Cruz (Sporting/POR) – 50.58
4×100 m – Enka SK (TUR) – 45,55 | Sporting CP (POR) – DSQ
Coletiva: 1. Valencia Terra I Mar (ESP) – 63; 2. Sporting CP (POR) – 58; 3. USK Praha (CZE) – 50; 4. Enka SK (TUR) – 45; 5. Edinburgh AC (GBR) – 36; 6. Sparta (DEN) – 29; 7. AK Spartak Dubnica (SVK) – 25

Fonte: Atleta Digital

Categories: Desporto, VRSA

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.