Desporto

Contas do Portimonense penhoradas por dívida à Câmara na ordem dos 1200 euros

A Câmara Municipal de Portimão reclama do Portimonense uma dívida na ordem dos 1.200 euros e, por esse motivo, as contas do clube estão penhoradas. Uma situação que os responsáveis alvi-negros esperam resolver a muito curto prazo.

portimonense

A dívida reclamada pela autarquia refere-se à utilização, pelas equipas da formação, do campo da Mexilhoeira Grande. O presidente do clube, Fernando Rocha, esclarece que “as relações com a presidente da Câmara (Isilda Gomes) são excelentes mas a verdade é que aconteceu este episódio. O clube é da cidade e representa a mesma em várias competições de âmbito nacional e regional, sendo a grande bandeira do concelho. Temos 700 crianças a praticar futebol, o que prova que fazemos alguma coisa por esta cidade. Entendemos que estas situações possam acontecer mas também entendemos que merecemos mais respeito”.

Por outro lado, e num processo movido por João Sintra, antigo presidente do clube, que alega créditos a seu favor, está prevista para 30 de junho, às 14h15, a venda, através de proposta em carta fechada, do terreno onde se situa o Campo Major David Neto, sendo o valor da venda de 1,7 milhões de euros.

Em assembleia geral, os sócios do Portimonense aprovaram por unanimidade a possibilidade de a direção recorrer a uma hipoteca voluntária do Campo Major David Neto, como forma de garantia perante credores.

Na mesma reunião magna, foram aprovados (266 votos a favor e uma abstenção de 10 votos) o relatório e contas de 2013. O passivo tem vindo a diminuir e situa-se agora em 2.080 milhões de euros. No primeiro trimestre de 2014 registou-se um resultado positivo de 124 mil euros.

Fonte: Record

Categories: Desporto, Portimão

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.