Consumidor

“Que cuidados devo ter na compra de um micro ondas?”

A DECO INFORMA…

deco_40anos

Se pretende um micro ondas apenas para aquecer e descongelar a comida, opte por um mais simples pois é a melhor opção. Entre os modelos simples que já testámos, encontra a Escolha Acertada por cerca de 50 euros. Mas se utiliza o equipamento também para cozinhar, grelhar e gratinar, prefira um micro-ondas com grill. A nossa Escolha Acertada custa a partir de 70 euros. Pode ainda optar pela Escolha Económica que, comparada com outros modelos testados com baixos resultados, permite poupar cerca de 75 euros.

No nosso comparador, pode ver os preços nas lojas físicas. Encontrámos o mesmo modelo com diferença de € 50, dependendo do local. Faça também uma pesquisa nas lojas online, mas não esqueça que, nesses casos, há custos de transporte.

Economizar na compra

Algumas lojas oferecem descontos ao entregar o equipamento velho na compra de um novo. Se a loja for entregar o micro-ondas à sua casa, peça que levem o usado. As empresas são obrigadas a fazê-lo quando o pedido é realizado no ato da compra. Pode também colocar o equipamento antigo nos locais próprios para equipamentos em fim de vida.

Poupar no dia-a-dia

Evite aquecer água (ou outros líquidos) no micro-ondas, pois pode não ser seguro. Se a água ferver, há o risco de danificar o aparelho ou de queimar-se. Além disso, é uma opção mais cara: se aquecer um litro de água num jarro eléctrico, placa de indução ou vitrocerâmica (caso tenha) consome metade da energia.

Tenha atenção ao modo stand-by: alguns micro-ondas consomem 14 kW/ano nessa opção, 30 vezes mais do que grande parte dos modelos, que se ficam pelos 0,55kW/ano.

Cubra sempre os alimentos. Isso permite uma distribuição uniforme do calor, evita que a comida resseque e mantém o aparelho limpo.

O aquecimento também é mais uniforme se usar sempre a função “prato giratório” e se for mexendo a comida. Cortar os alimentos do mesmo tamanho ajuda, já que os bocados mais pequenos aquecem mais rapidamente do que os maiores.

Por: Consultório do Consumidor / DECO – Delegação Regional do Algarve

Categories: Consumidor, Nacional, Opinião

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.