AGENDA

“Talentos na Comunidade” mostra trabalhos fotográficos de Maria Lúcia Cabrita na Biblioteca Municipal de Silves | Inauguração 1 de julho

“Troncos e Ramos” é o título da exposição de fotografias de Maria Lúcia Martins dos Santos Cabrita, que será inaugurada no próximo dia 1 de julho, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Silves (BMS). A mostra, inserida na rubrica “Talentos na Comunidade”, ficará patente ao público até dia 31 de julho.

cartaz

A autora, natural de Silves, onde nasceu em 1946, é licenciada em Direito pela Universidade Clássica de Lisboa. Foi Técnica na área da Divisão Financeira da Câmara Municipal de Silves, estando, atualmente, aposentada. Nessas funções, chefiou o grupo de trabalho que nos primeiros anos de 2000 desenvolveu a inventariação do património municipal, o que a pôs em contacto com a riqueza histórica e urbana da cidade e despertou o seu interesse para esse tema, tendo feito alguma pesquisa sobre o mesmo.

É colaboradora residente do jornal “Terra Ruiva” e tem no prelo, para publicação, o livro “A(feição) do Tempo” e em preparação “Prédios com História”, que iniciou com base na pesquisa já mencionada.

Dedica parte do seu tempo livre à fotografia e apresentou recentemente na Sociedade Recreativa e Cultural Messinense algumas das fotografias presentes nesta mesma exposição.

Sinopse da exposição por Aldamir Filho

Dos caprichos da natureza, a artista procura extrair uma mensagem poética e, ao mesmo tempo, deixa-se envolver no lirismo da abstração presente no seu trabalho.

Através da sua sensibilidade, vai descobrindo formas e figuras inusitadas. No “clic” de sua máquina não deixa perder nenhum detalhe diante da sua objetiva. Procura, com seu espírito de perfeição, descobrir algo novo, que aos olhos comuns passaria desapercebido. Um enlace amoroso de um beijo apaixonado encrustado no tronco de uma árvore. Seria a árvore da vida?

Para um simples transeunte seria apenas mais um tronco de uma árvore qualquer, mas para a artista, muito mais do que isso: a descoberta do amor.

Não basta ter apenas paixão pela natureza. É preciso ver com olhos apaixonados de alguém que se deixa inspirar pelo que de mais belo existe para ser contemplado: a natureza simples e bela na sua forma simples de ser.

Por: Município de Silves

Categories: AGENDA, Silves

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.