AGENDA

SALIR DO TEMPO – Festival de Artes Medievais: vila regressa à época da reconquista durante três dias | 11 a 13 de julho

Arranca amanhã, 11 de julho, mais uma edição do Salir do Tempo – Festival de Artes Medievais, evento que, em traços gerais, pretende fazer um regresso ao passado, nomeadamente ao período da Reconquista, altura em que Salir foi um ponto estratégico.

Durante três dias, a pacata vila do interior do Concelho de Loulé vai transformar-se no palco desta experiência de regresso ao passado que será vivenciada pelos visitantes, através da projeção de elementos vivos de uma época longínqua. A transição do domínio muçulmano para o cristão deu origem às mais variadas demonstrações de força; Salir viveu também momentos intercalados pelas permanentes tentativas de normalização do quotidiano, em que as Artes tinham um papel importante na sociedade de então.

Assim, a animação será um dos pontos fortes do Salir do Tempo. O visitante poderá experienciar momentos únicos e vivenciar o espírito da Idade Média. Animação itinerante, artes performativas, personagens medievais, rábulas e estórias, música cristã e árabe, espetáculos de fogo, espetáculos equestres, espetáculos de cetraria, cavaleiros e escudeiros, danças medievais, decoração temática, gastronomia, mercado, alquimia, exposições são algumas das propostas.

Diariamente acontecem performances pelas ruelas da vila por grupos como o Saltimbanco da Charneca, os carismáticos Los Chuplas, a Casa Movediça, a Lota del Tinto ou a Associação Artística Satori que apresenta um espetáculo de fogo.

A música medieval vai ecoar em Salir, interpretada por artistas especializados nesta época como Eduardo Ramos, Strella do Dia, Mazarabes, Al Mendroin ou Trouxa Mouxa.

Uma das novidades da edição deste ano são os passeios de dromedários, direcionados sobretudo aos mais novos que poderão também recordar os jogos tradicionais desta época. O Salir do Tempo conta ainda com uma zona temática de exposição de aves e falcoaria.

O grupo Minearte traz a exposição “3 Esculturas” onde estarão representadas as culturas cristã, muçulmana e judaica, enquanto que os Scalabitanos trazem até Salir um acampamento militar para mostrar um pouco da vivência dos guerreiros no período de paz.

Os torneios medievais, as recriações históricas, a gastronomia e o mercado medieval completam este quadro histórico.

O preço das entradas é de 3 euros (diário) e 5 euros (3 dias).

PROGRAMA

RECRIAÇÕES HISTÓRICAS

11 JULHO

18:00 ABERTURA DO RECINTO

19:00 ARRUADA PELAS RUAS E PRAÇAS DO BURGO

Abertura e vivência do mercado, exposição de artefactos, panejamento, acampamento castrense

20:00 A CORRIDA DE CARROÇAS BEBERES

Pela posse dos dromedários

22.00 O CORTEJO DO ALVAZIL

Para recebimento do Vizir e o anúncio da eminente chegada das tropas cristãs

12 JULHO

18:00 ABERTURA DO RECINTO

19:00 ARRUADA PELAS RUAS E PRAÇAS DO BURGO

Abertura e vivência do mercado, exposição de artefactos, panejamento, acampamento castrense

20:00 CORTEJO DOS ALMOGRAVES

Para provas equestres

22:00 BAILARINAS SERRACENAS E AS CANTIGAS DE MOUROS

00:00 TESOURO DO CRUZADO

Espetáculo de malabares de fogo

13 JULHO

18:00 ABERTURA DO RECINTO

19:00 ABERTURA DO MERCADO

Exposição de artefactos bélicos, panejamento e acampamento castrense

20:00 CORTEJO E TORNEIO DE ARMAS A CAVALO

22:00 SEFARAD

Vivências da comunidade judia

00:00 ENCERRAMENTO DO MERCADO

Com bailias e folguedo

Por: Município de Loulé

Categories: AGENDA, Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.