Algarve

Algarve «desolado» mas disponível para o Rali de Portugal

Exigência da FIA motivada pela presença de mais público

A direção da Região de Turismo do Algarve (RTA) revelou ontem em conferência de imprensa estar «desolada» com a mudança do Rali de Portugal para a região Norte no próximo ano e manifestou «total disponibilidade para voltar a trabalhar com o Automóvel Club de Portugal (ACP) já na edição de 2016 da prova».

«Nunca foi pedido nada pelo ACP que não fosse feito pela RTA no último ano e meio, incluindo no envolvimento com os municípios», confirmou o presidente da direção. Desidério Silva assegurou que «o presidente do ACP foi muito claro: a FIA exigiu levar o rali para Norte, face à maior presença de público», referindo-se à justificação que lhe fora transmitida pessoalmente por aquele responsável há dois dias.

A RTA «falou sempre com o ACP e com as câmaras municipais», informou Desidério Silva. «Não houve falta de empenho» e mostrou sempre «disponibilidade para assumir as exigências apresentadas», concluindo que «aquilo que a FIA encontrou no Algarve foi uma prova excecional em todos os aspetos», facto igualmente referido pelo presidente do ACP.

Por estas razões, Desidério Silva rejeita as críticas feitas à entidade regional de turismo pelo presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA): «repudiamos as declarações do presidente da AHETA, que consideramos terem sido feitas em nome próprio e não em nome dos associados. Não ajudam o Algarve, nem as instituições, nem os próprios hoteleiros».

A direção da RTA espera agora que a região seja «compensada» pelo Turismo de Portugal pela saída do evento do sul do país, que terá impacto na economia do Turismo e na imagem do Algarve.

Por: RTA – Turismo do Algarve

Categories: Algarve, Desporto

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.