Portimão

Concepção-Construção da ETAR da Companheira

320.000 euros é o valor base para a prestação de serviços que a Águas está a promover  na vertente da “Fiscalização, Gestão de Qualidade, Gestão Ambiental e Coordenação de Segurança da Empreitada Concepção-Construção da ETAR da Companheira”.

ETAR da Companheira - Portimão - foto Anteprojectos

ETAR da Companheira – Portimão – foto Anteprojectos

A Águas do Algarve, S.A. acabou de lançar mais um Concurso Público relativo à Fiscalização, Gestão de Qualidade, Gestão Ambiental e Coordenação de Segurança da Empreitada “Concepção-Construção da ETAR da Companheira. O preço base do concurso é de 320.000 euros.

O Concurso Público Internacional para a Conceção-Construção da nova ETAR da Companheira, com um Preço Base de 12 milhões de euros, foi lançado no início do corrente ano, encontrando-se neste momento a Águas do Algarve a proceder à análise das propostas recebidas.

Recorda-se que:

O atual sistema de tratamento desta ETAR serve as povoações de Alvor, Mexilhoeira Grande e Portimão (concelho de Portimão), Ferragudo e Parchal (concelho de Lagoa), Brejão e caldas de Monchique (concelho de Monchique). Para além destas localidades, irão ficar também servidas a freguesia de Estômbar (lugares de Estômbar, Calvário e Mexilhoeira da Carregação no concelho de Lagoa) e Monchique (sede de Concelho).

A construção da nova ETAR permitirá desativar a atual ETAR de Companheira cuja linha processual de tratamento consiste num sistema por lagunagem, que inclui tratamento preliminar (gradagem e remoção de areias), e duas linhas de lagoas em paralelo, cada uma delas constituída por uma lagoa anaeróbia, seguida de uma lagoa facultativa e uma única lagoa de maturação comum às duas linhas.

A linha de tratamento da solução base preconizada no proposta de concurso para a nova ETAR passa pelo tratamento da fase líquida o qual envolve o tratamento preliminar, homogeneização e equalização, tratamento secundário e tratamento terciário, tratamento da fase sólida que envolve o espessamento e desidratação e tratamento de odores através de desodorização.

A desativação da ETAR existente é justificada pela limitada capacidade para fazer face às condições de afluência, quer qualitativas, quer quantitativas, pela necessidade de cumprir os requisitos de qualidade estabelecido pela Associação Portuguesa do Ambiente para o efluente tratado, objetivo este que não é alcançável com a atual linha de tratamento, e, também, pela necessidade de minimizar ou praticamente erradicar os maus cheiros que se fazem sentir nas imediações da instalação.

A atual ETAR da Companheira localiza-se no concelho de Portimão, a Nordeste da cidade, no sítio do Bom Retiro – Companheira, ocupando uma área de cerca de 23 ha. Na contiguidade da ETAR existente, foi disponibilizada, pela Câmara Municipal de Portimão, uma área com cerca de 4 hectares, para a construção da nova ETAR da Companheira.

O projeto deverá considerar um horizonte temporal de 21 anos. O ano de arranque desta ETAR é o ano 2016 e o ano horizonte de projeto é o ano de 2037.

Por: Teresa Fernandes – Porta Voz da Águas do Algarve, S.A.

Categories: Portimão

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.