S. Brás de Alportel

Parises vê renascer Poço Madruga com Projeto “Memórias da Terra”

O Poço Madruga, no sítio de Parises, foi um dos lugares recentemente requalificados no âmbito do Projeto “Memórias da Terra – da Fonte Velha ao Poço Novo”. A cerimónia de inauguração da obra de reabilitação e valorização ambiental do Poço Madruga teve lugar esta terça-feira, dia 7 de abril, pelas 18h00.

São Brás de Alportel continua a renovar estes bonitos lugares com história, para manter viva a identidade cultural do território. Escondidos no coração da Serra do Caldeirão, há recantos que guardam segredos, escritos em tempos imemoriais, são valiosos tesouros, legados pelo Passado, que importa defender e dar a conhecer.

O Poço Madruga é um destes lugares, uma pequena fonte de água férrea, no sopé de um vale frondoso, no sítio de Parises, em plena zona serrana do concelho, apenas a 18 km de São Brás. Neste vale frondoso, este poço era em tempos idos a única forma de abastecimento de água da população local residente. O caminho de acesso está pavimentado com lajes de xisto, sinal da importância que era atribuída à estrutura e guarda a memória da antiga ligação à vila de São Brás, recentemente valorizada com a criação de uma ligação pedestre da Via Algarviana.

A intervenção desenvolvida ao abrigo do projeto de valorização do património “Memórias da Terra” procurou recuperar o conjunto poço/fonte, os pavimentos circundantes e os muros de pedra, e incluiu a plantação de espécies arbóreas no local. Durante as obras de requalificação foi ainda integrada a marcação no início do trajeto de acesso ao poço e remodelado o caminho de pedra, para melhorar as condições de acesso e a usabilidade do espaço.

Por: Câmara Municipal de São Brás de Alportel

Categories: S. Brás de Alportel

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.