Loulé

Morreu um algarvio de adoção: Günter Grass, Prémio Nobel da Literatura

O Prémio Nobel da Literatura Günter Grass, morreu hoje aos 87 anos na cidade de Lübeck (Alemanha). O escritor tinha uma relação muito estreita com o Algarve. Tinha uma casa no concelho de Portimão e expunha a sua obra como artista plástico no Centro Cultural de São Lourenço, em Almancil.

Aliás, o Centro Cultural de São Lourenço, fundado pelo casal franco-alemão Marie e Volker Huber e encerrado em Abril de 2012, recebia-o frequentemente. Em 1984, expôs ali pela primeira vez os seus trabalhos de ilustração. Ali voltaria a expor em 1986, 1988, 1991, 1993, 1994 e 1999, expondo várias vezes a sua obra gráfica, as aguarelas, os desenhos e as esculturas, em exposições acompanhadas geralmente da leitura de trechos das suas obras.

Foram ali lidos pelo Nobel excertos de O Meu SéculoMau Agoiro ou O Andar do Caranguejo.

A foto, da autoria de Jorge Matos Dias (na altura no jornal A Voz de Quarteira), documenta uma das presenças de Günter Grass no Centro Cultural de São Lourenço, lendo trechos de uma das suas obras.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Günter Grass no Centro Cultural de São Lourenço, em Almancil - foto de Jorge Matos Dias

Günter Grass no Centro Cultural de São Lourenço, em Almancil – foto de Jorge Matos Dias

Categories: Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.