Algarve

Exploração de Petróleo e Gás Natural no Algarve | PALP avança com Petição e Ações de Rua

palp

A Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) vai avançar em breve com uma petição dirigida à Assembleia da República com o objetivo de que o grave problema da exploração de petróleo e gás natural na costa algarvia possa ser debatido pelas diversas forças partidárias no parlamento nacional. Os cidadãos e entidades que constituem esta plataforma de intervenção cidadã esperam, deste modo, que os nossos representantes no parlamento possam fazer prevalecer o interesse público da região do Algarve e do país sobre os interesses privados ligados às empresas de exploração petrolífera. A petição tem como objetivo impedir a exploração de hidrocarbonetos nos mares do Algarve, uma vez que os seus signatários consideram que esta exploração vai pôr em risco todo o território algarvio e a qualidade de vida das populações que aqui habitam.

logos_ambiente

A PALP informa ainda que novas entidades e cidadãos se têm juntado à plataforma, com destaque para a Liga Para a Protecção da Natureza (LPN) que, neste momento, já integra esta plataforma.

Na última reunião geral realizada no dia 8 de abril de 2015, ficou decidido a necessidade de conhecer a posição e possível adesão de diversas entidades que deverão possuir as mesmas preocupações que a PALP, nomeadamente o Presidente da Associação de Municípios do Algarve (AMAL), a Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL), as Associações Hoteleiras, os principais operadores turísticos da região, os responsáveis do Centro Ciência Viva do Algarve, o Núcleo do Ambiente da Universidade do Algarve, as entidades de I&D, as Associações de Mergulho, os Grupos e Associações de Surfistas, os responsáveis dos Clubes Náuticos e as associações turísticas ligadas à valorização da natureza. A Plataforma Algarve Livre de Petróleo decidiu ainda organizar ações de rua com o objetivo de combater o desconhecimento da população residente no Algarve sobre a decisão política de se avançar para a exploração de Petróleo e Gás Natural neste território marítimo, estando a primeira acção intitulada “A Arte Saiu À Rua – Por Um Algarve Livre de Petróleo” programada para as 10 horas do próximo domingo (19 de abril) a realizar no Largo do Carmo em Faro.

A PALP espera ainda pelas respostas às suas preocupações com a exploração de petróleo no Algarve no seguimento das cartas anteriormente enviadas aos dezasseis Presidentes das Câmaras Municipais da região, uma vez que, até ao presente momento, continua a imperar um silêncio perturbador e volta a sublinhar a sua determinação em evitar aquilo que considera uma catástrofe para a região que será silenciosamente expropriada da sua riqueza natural por uma empresa privada de exploração de petróleo que irá acumular os lucros, deixando os riscos de altas consequências ambientais, económicas e sociais sobre a população.

A Plataforma Algarve Livre de Petróleo

Categories: Algarve

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.