Quarteira

PSD Quarteira acusa executivo socialista de «falta de rigor técnico, ausência de estratégia e de visão»

 

psd_qrtr

Na sequência da apresentação, pelo Partido Socialista, dos resultados de 2014 da gestão orçamental da Junta de Freguesia de Quarteira, conhecidos no passado dia 29 de Abril em Assembleia de Freguesia, o PSD Quarteira manifesta a imensa desilusão pela falta de rigor técnico, e pela ausência de estratégia e de visão que nortearam o planeamento e execução daquele orçamento. O documento apresentado pelo atual Executivo Socialista, liderado por Telmo Pinto, confirma que durante 2014 não foram arrecadadas receitas suficientes para suportar as despesas realizadas. Assim, face ao último mandato do PSD, perderam-se receitas que rondam os 300 mil €, correspondentes, maioritariamente, à quebra de pagamentos provenientes das taxas dos mercados e feiras e à ausência dos apoios financeiros da Câmara Municipal de Loulé. A falta de entendimento com a Câmara Municipal de Loulé, a falta de empenho e o reduzido dinamismo do Executivo Socialista comprometem assim o equilíbrio futuro das contas da Junta de Freguesia de Quarteira.

No quadro do investimento o cenário é igualmente preocupante e revelador da ausência de um projeto claro para Quarteira. Comparativamente com o último mandato do PSD, a Freguesia de Quarteira perdeu cerca de 220 mil€ em investimentos que deveriam ser dirigidos à melhoria da qualidade de vida dos cidadãos de Quarteira. Da despesa realizada em 2014 pela Junta de Freguesia, apenas cerca de 135 mil€ foram direcionados para a melhoria de infraestruturas da Freguesia ou para obras de utilidade pública. A maior parte da despesa, ou seja mais de 600 mil€, foi efetuada para gestão corrente da Junta de Freguesia. Para além disso, o Executivo Socialista, liderado por Telmo Pinto, andou entretido em 2014 a fazer estudos e mais estudos, projectos e mais projectos… e auditorias.

É na análise das Contas de Gerência que conhecemos os Executivos. As suas opções, o seu nível de compromisso com a Freguesia, a sua capacidade real de gerir e a sua visão para o futuro. É com base nesta premissa que o PSD Quarteira vem alertar a sua comunidade que o futuro não se apresenta fácil e que deve estar atenta ao descalabro eventual a ser provocado pela gestão de Telmo Pinto. Por uma questão de responsabilidade democrática e de dever para com os cidadãos da nossa Freguesia somos assumidamente contra esta estratégia que não beneficia a Freguesia e que não é rigorosa na gestão dos dinheiros públicos e criticamos o atual Executivo por se demitir da responsabilidade de arrecadar receitas que serviriam para investir em Quarteira.

Face ao exposto, julgou a Bancada do PSD ter razões suficientes para votar contra os resultados orçamentais de 2014 (Conta de Gerência), ao momento da votação em reunião de Assembleia de Freguesia, no passado dia 29 de Abril.

Por: PSD Quarteira

Categories: Quarteira

1 reply »

  1. Afinal quem é que precisa ser auditado, o PSD de José Mendes que que cumpriu com rigor os orçamentos a que se propôs com uma taxa de execução acima dos 90%,
    ou este executivo PS liderado por Telmo Pinto que propôs um orçamento de um milhão e cem mil euros e só conseguiu concretizar 740mil€, e o mais grave ê que não conseguiu arrecadar receitas para as despesas, apresentando um saldo negativo, o que nunca aconteceu na junta de freguesia de Quarteira.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.