Albufeira

IMORTAL/ZOOMARINE SOBE À PROLIGA | Vai discutir título na 1.ª Divisão

No jogo da final da Zona Sul do Campeonato da 1.ª Divisão Masculina, o Imortal/Zoomarine bateu o FC Barreirense por 71-65. Um triunfo que vale a presença no jogo do título da competição mas, mais importante, garante desde já a presença da equipa de Albufeira na próxima edição do campeonato da Proliga. A emoção e a incerteza quanto ao vencedor manteve-se até aos instantes finais do encontro, com o conjunto algarvio a suportar a pressão de liderar por vantagens curtas nos momentos de decisão.

Tudo muito equilibrado nos primeiros 10 minutos da final da zona sul do campeonato da 1.ª divisão masculina. A maior eficiência da equipa algarvia nos lançamentos de 2 pontos (5/8 -62.5%), já que de três o Barreirense estava bem melhor (3/4 – 75%), valeu-lhe a liderança pela diferença mínima no final do 1.º período (18-17). A formação da margem sul mostrava-se mais disponível na luta das tabelas (4 ressaltos ofensivos), bem como já tinha obrigado o adversário a cometer 6 turnovers.

Nos 3.27 minutos iniciais do 2.º quarto, o Barreirense não somou qualquer ponto, se bem que os algarvios não tenham estado muito melhores, já que apenas converteram dois pontos (20-19), num claro sinal que as defesas se superiorizavam aos ataques. Seguiram-se sete pontos sem resposta da parte da equipa de Albufeira, que chegou mesmo aos dois dígitos de diferença (31-21).

Reação imediata do Barreirense, que nos segundos inicias da etapa complementar já só estava a dois pontos de distância (29-31). Um triplo de Carlos Dias colocava o Barreirense na frente (42-41), mas seria na mesma moeda que Toric deu inicio a um parcial de 5-0, contribuindo para que o Imortal terminasse no comando do 3º período (50-44).

No quarto de todas as decisões, a equipa algarvia, ainda que por curtas vantagens, liderou sempre o jogo, se bem que a três minutos do final o Barreirense voltasse a encostar o resultado (59-61). A dois minutos do fim a diferença já subido um pouco mais (66-60), mas o conjunto do Barreiro recusava-se a entregar, e bastaram poucos segundos para encurtar para três a desvantagem (64-67). Sem ter estado perfeito da linha de lance-livre, o Imortal soube segurar a liderança, até porque os jogadores do Barreirense também não se mostraram particularmente assertivos nos últimos lançamentos do jogo.

O duo formado por Eugénio Silva e Toric, cada um com 17 pontos, esteve em destaque nas ações ofensivas do Imortal, tendo sido bem secundado por Coronel (13 pontos e 6 assistências) e Penisga (13 pontos).

Embora as duas equipas tenham convertido 8 triplos, esteve mais eficaz o Imortal (47.1% vs 42.1%), a formação do Barreirense esteve menos eficiente nos lançamentos de dois pontos, bem como desperdiçou nove lances-livres (55%). Daniel Margarido, autor de 15 pontos, foi o melhor marcador da formação do Barreiro, seguido depois por Tiago Valente, autor de 11 pontos, 6 ressaltos, 3 assistências e 2 roubos de bola.

Por: Carlos Seixas

Imortal/Zoomarine - plantel 2014/2015

Imortal/Zoomarine – plantel 2014/2015

Categorias:Albufeira, Desporto

PlanetAlgarve

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s