Loulé

PRÉMIOS HUMANA | Loulé foi o município português com maior quantidade de quilos de roupa recolhida por habitante em 2014

A Câmara Municipal de Loulé recebeu hoje o 1.º Prémio Nacional “Maior Quantidade de Kgs/Habitante 2014”, atribuído pela Associação HUMANA Portugal, numa cerimónia que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

O Município algarvio destacou-se no panorama nacional por ter sido aquele em que foi maior o número de quilos de roupa recolhida dos contentores da HUMANA existentes no Concelho, numa média por habitante, totalizando 123 mil quilos (2,32kgs/habitante), no ano de 2014. Também nos dois anos anteriores, a Câmara Municipal de Loulé recebeu este prémio.

Esta distinção surge no âmbito do HUMANA Day 2015, evento que se realiza anualmente, e pelo terceiro ano consecutivo, dedicado à luta contra as alterações climáticas, sob o lema “Our Climate, Our Chalenge”, e durante o qual a instituição procede à entrega de prémios de reconhecimento pela colaboração recebida.

A HUMANA irá, assim, apoiar instituições de solidariedade social indicadas pela Divisão de Intervenção Social e de Voluntariado da Autarquia, através de parte da verba da venda das roupas recolhidas em território louletano.

No Concelho de Loulé, foi ainda distinguida a Inframoura, com o Prémio “Responsabilidade Sócio Ambiental 2014”, pela forma como integrou a colocação dos contentores no seu meio ambiente.

Já no contexto algarvio, as câmaras de S. Brás de Alportel e Portimão receberam o Prémio “Apoio Social”, na vertente Famílias e Instituições, respetivamente.

Recorde-se que a Associação HUMANA Portugal, instituição não-governamental para o desenvolvimento, sem fins lucrativos, em Portugal há 17 anos, promove ajuda humanitária e cooperação na Guiné-Bissau e em Moçambique através de recursos obtidos a partir da gestão têxtil de roupa e calçado usados que recebe nos seus contentores distribuídos pelo país.

A HUMANA Portugal tem a sua sede em Alcochete onde recolhe a maior quantidade de roupa e calçado usados e opera em mais três armazéns no país: Algarve, Coimbra e Porto.

Conta com 7 lojas de roupa em segunda mão, a baixo preço, seis em Lisboa e uma no Porto, prevendo-se que uma nova loja possa ser inaugurada em breve no Algarve.

Atualmente tem cerca de 1800 contentores instalados em Portugal; a recolha total nacional em 2014 situou-se acima das 6.000 toneladas.

No Algarve/Alentejo, atualmente estão instalados 312 contentores, sendo que em 2014, a recolha efetuada a partir do armazém do Algarve ascendeu as 500 toneladas.

A roupa e calçado usado são recolhidos diariamente dos contentores, em dois turnos, e transportada para o Armazém (Av. Vilamoura XXI, Vilamoura – Quarteira) e colocada em big-bags de cerca de 180/200 kg, sendo posteriormente transportada para os Centros de Triagem em Espanha, localizados em Barcelona, Madrid, Granada e Saragoça.

O vestuário recolhido, ao chegar a esses centros é orientado da seguinte forma: 12% é classificado e enviado para as lojas de segunda mão da HUMANA (Lisboa e Porto), 48% é enviado para África onde alimenta o comércio local a preços baixos, impulsionando a atividade económica e criando novos recursos de desenvolvimento; 32% não se encontra em estado que permita a reutilização, pelo que é vendido à indústria de reciclagem têxtil; 8% restante vai para centros de tratamento de resíduos, por não ser possível reutilizar ou reciclar.

Uma parte dos fundos obtidos destina-se à sustentabilidade e funcionamento da HUMANA – equipamentos, recolha, transportes, salários, impostos, etc… e a contrapartidas locais a IPSS e outras instituições.

Com a venda de roupa para a reciclagem, são financiados projetos de natureza Ambiental, Social, Cooperação e Sustentabilidade na Guiné-Bissau e em Moçambique, designadamente: manutenção e reflorestação da floresta, agricultura de natureza comunitária e de sustentabilidade, apoio social a famílias carenciadas e, sobretudo, crianças, manutenção da Língua Portuguesa com a formação de professores, e saúde (rastreios, vacinação, etc.).

Em 2014, para África, mais concretamente, para estes dois países, o valor enviado pela HUMANA Portugal foi de € 465.000 euros.

Texto: Câmara Municipal de Loulé

Fotos: CM Loulé / Mira

Categorias:Loulé