Desporto

“Loulé Cidade Europeia do Desporto 2015” chega ao fim mas autarquia assegura que vai manter “compromisso com o desporto”

O Pavilhão Desportivo Municipal de Loulé foi palco este sábado, 19 de dezembro, da cerimónia que marcou o encerramento de “Loulé Cidade Europeia do Desporto 2015”, programa desportivo que ao longo de 365 dias colocou Loulé no centro dos acontecimentos desportivos europeus.

Nesta noite de celebração do desporto, a Câmara Municipal de Loulé distinguiu também os campeões nacionais e internacionais do Concelho de Loulé naquela que foi a terceira edição da Gala do Desporto.

Durante os últimos 365 dias, Loulé recebeu um programa desportivo arrojado, criando um conjunto de sinergias que permitiram não só projetar a cidade mas também atrair mais turistas – atletas, técnicos e dirigentes – ao nosso Concelho.

295 eventos, 2.686 horas de atividade desportiva, 50.885 participantes, 53 modalidades, 296 pessoas que fizeram 5.623 horas de voluntariado, 130 parceiros envolvidos, acrescentando à prática desportiva mais um evento por dia,  são os números do sucesso deste momento que constutuirá um marco na História do Desporto louletano mas que ultrapassará os horizontes de 2015.

“Compromisso com o Desporto” foi o mote de “Loulé Cidade Europeia do Desporto 2015” que teve como um dos seus principais objetivos a realização de iniciativas dirigidas à população em geral, de todas as faixas etárias, promovendo a saúde e o bem-estar físico, mas também sempre com um olhar atento para com as pessoas portadoras de deficiência, encontrando no desporto um veículo para quebrar barreiras.

Um programa em que, a par das modalidades tradicionais como o Futebol, Ciclismo, Atletismo, Ginástica ou Natação, a população de Loulé teve a oportunidade de conhecer alguns desportos novos como Boccia Sénior, TRX, Bubble Football, Padel, Surf Padel, BootCamp ou Natação Sincronizada. As caminhadas, aulas de fitness e experimentação de muitas modalidades trouxeram efetivamente mais pessoas para a rua e contribuiram para aumentar a prática de exercício físico.

E foi precisamente sobre esse “compromisso com o desporto”, sobretudo uma prática ativa do desporto informal no Concelho, muito para além de 2015, que os responsáveis do Município reafirmaram. “Deixamos lançadas as sementes para impulsionar cada vez mais as práticas desportivas não formais, que vão muita para além dos quadros competitivos”, referiu o presidente da Câmara Municipal, Vítor Aleixo, que apontou ainda “a emergência de novos estilos de vida, com vista a alcançar um novo patamar de convivência social, de ligação à natureza e de promoção para a saúde que se quer desenvolver”.

Nesse sentido, o autarca anunciou um projecto há muito aguardado e que vai ao encontro desse novo paradigma que se pretende para o Concelho: transformar Loulé numa Cidade Ciclável. Assim, no início da primavera de 2016, Loulé sofrerá algumas alterações na sua circulação viária e pedonal e na mobilidade de todos, de forma a implementar este projeto.

Já Hugo Nunes, vice-presidente e coordenador do projeto CED 2015, considerou que este foi um resultado de “quatro décadas de trabalho, dedicação e altruísmo de muitos milhares de pessoas, atletas, técincas, dirigentes, autarcas, famílias e adeptos”.

“Em 2016 passamos o testemunho de Cidade Europeia do Desporto ao Município de Setúbal mas não passamos o nosso compromisso com o desporto. O ano de 2015 renova e amplia o nosso comnpromisso com o desporto como factor dinamizador de intervenão social, o fortalecimento de laços comunitários e da função do desporto como afastador de barreiras, instrumento-chave na promoção da saúde e bem-estar, alavanca da economia (turismo e comércio), como meio de promoção e divulgação da riqueza natural e cultural, e como tributo à história do Concelho e bandeira afirmadora da excelência de Loulé”, considerou Hugo Nunes.

ACES elogia Loulé e anuncia Gondomar

Nuno Santos, responsável em Portugal da ACES Europe, elogiou o trabalho de Loulé ao longo de 2015, considerado que terá sido “uma das melhores Cidades Europeias do Desporto em toda a Europa”. Este responsável referiu os factores que levam a que Loulé seja conhecida como um exemplo da boa prática desportiva em toda a Europa: organização, vontade, empenho e, acima de tudo, hospitalidade da cidade e da região.

Segundo Nuno Santos, a “Loulé Cidade Europeias do Desporto 2015” “superou todas as expecativas da ACES Europe e lançou bases para a continuidade da prática desportia, não só no seio de clubes e associações mas em toda a  comunidade”.

Depois de Guimarães (2013), Maia (2014), Loulé (2015) e Setúbal (2016), Nuno Santos anunciou, em primeira mão, que Gondomar será “Cidade Europeia do Desporto” em 2017.

Voluntários e Embaixadores distinguidos

Considerando que a organização dos eventos envolveram uma vasta logística, muitas horas de trabalho e muitas pessoas, funcionários da Autarquia e sobretudo uma vasta equipa de voluntários, decidiu o Município nesta noite de celebração do desporto distinguir alguns voluntários que ajudaram a pôr de pé as iniciativas desportivas que aqui tiveram lugar. Na categoria de Mulher com mais horas de voluntariado, a distinção foi para Isabel Patrícia Viegas. O Homem que mais contribuiu enquanto Voluntário para o programa da CED 2015 foi Tiago Ferreira (Aluno da Escola Secundária Dr.ª Laura Ayres, em Quarteira)

Na categoria da Voluntária mais Jovem, foi Catarina Alcaria Viegas a distinguida, enquanto o Jovem Voluntário da CED 2015 foi Leandro Montes dos Reis (Aluno da Escola Eng. Duarte Pacheco, em Loulé). O elemento feminino de uma faixa etária mais elevada que participou como voluntário foi Maria Teresa Guerreiro, enquanto Álvaro Rodrigues recebeu o prémio do elemento masculino de uma faixa etária mais elevada.

Subiram também ao palco para receberem uma distinção das mãos de Vítor Aleixo, Hugo Nunes e Nuno Santos, os Embaixadores da CED 2015,20 personalidades do Concelho que apadrinharam e representarem este programa desportivo, apoiando a sua promoção, entre atletas, técnicos ou dirigentes que ao longo dos anos deram o seu contributo para o desenvolvimento das modalidades e que elevaram o nome de Loulé: André Fernandes; André Penedo; Artur Figueiras; Carlos Cabrita; Cátia Martinheira; Celina Carpinteiro; Dário Piedade; Diogo Cristina; Faustino Pires; Irina Coelho; Joaquim Vairinhos; João Reis; José Faria; José Vieira; Margarida Morais; Miguel Farrajota; Pedro Cary; Ricardo Santos; Rogério Espada; Sónia Guerreiro.

Ao nível das distinções, foi também atribuído o prémio aos vencedores do Concurso de Fotografia “CED 2015”,cujo mote lançado passava sobretudo pelo registo das memórias deste ano tão rico para o desporto louletano. Célia Guerreiro (1.º lugar), Vanessa Vitória (2.º lugar) e Sónia Horta (3.º lugar) foram as premiadas.

Categorias:Desporto, Loulé