Algarve

PSD Algarve: «PS retoma politica dos ‘jobs for the boys’»

Tempo novo, politica antiga. PS retoma politica dos “jobs for the boys” e prepara-se para partidarizar administração pública regional

iefp

Sem qualquer pudor o PS prepara-se para retomar a politica dos “jobs for the boys” que durante décadas canibalizou a administração pública, dando uma machadada no caminho de despartidarização que vinha a ser seguido nos últimos anos.

O primeiro exemplo dessa antiga politica deste tempo novo foi o afastamento apressado e sem causa do Delegado Regional do IEFP do Algarve (Instituto de Emprego e Formação Profissional). Sem sequer apresentar uma justificação técnica ou mesmo politica plausível, os delegados regionais de todo o País foram chamados a Lisboa no dia 30 de Dezembro onde lhes foi informado que seriam dispensados no dia seguinte.

Importa relembrar que foi o anterior governo, liderado por Pedro Passos Coelho que institui-o pela primeira vez na nossa história um sistema de concurso público independente para a designação obrigatória dos quadros altos e médios da administração pública. Esta nova entidade, a CRESAP, foi uma pedrada no charco, sendo o ponto de partida para retirar a carga partidária da administração pública. Naturalmente que este seria um caminho longo e complexo mas que a pouco começava a ter resultados bastante satisfatórios. O cargo do Delegado Regional do IEFP foi igualmente preenchido através de um concurso público aberto a todos os que preenchiam os requisitos necessário ao desempenho do mesmo.

Mas o PS, sabe-se, sempre lidou mal com esta perspectiva de não poder nomear para os lugares chave da administração pública os seus mais fieis militantes, independentemente da adequação dos mesmos para os cargos e sem dar hipótese a que qualquer pessoa com as condições mínimas, independentemente da sua condição partidária, possa tentar aceder a tais cargos.

A sede de poder que existe no PS e nos partidos à sua esquerda que suportam o governo, nomeadamente Bloco de Esquerda e PCP, vai nos fazer assistir nos próximos meses a um rol de nomeação de “boys” sem qualquer respeito ético pela administração pública e pelos seus trabalhadores.

O PSD Algarve quer desta forma reconhecer o trabalho desenvolvido por Carlos Baia, ex-delegado do IEFP Algarve, que em conjunto com uma dedicada estrutura de dirigentes e trabalhadores, teve um papel fulcral na manutenção da estrutura social da região durante anos particularmente difíceis, posicionando-se como elemento fundamental na criação e dinamização de politicas ativas de emprego. Foi sob a liderança de Carlos Baia à frente do IEFP no Algarve que o desemprego que havia atingido os 20,5% começou a realizar uma trajetória sustentada de descida desde o 1º trimestre de 2013 chegando a valores de 10,2% na atualidade.

O Algarve passou de região com a mais alta taxa de desemprego do País para uma das regiões com a taxa mais baixa, situando-se abaixo da média da zona euro. Para o Partido Socialista e para os partidos que suporta o atual governo, este é um resultado negativo. É caso para dizer: tempo novo, politicas velhas.

Por: PSD Algarve

Categories: Algarve