Loulé

“Roteiro da Arquitetura Religiosa no Concelho de Loulé” promove património cultural

Foi apresentada esta segunda-feira, na Igreja Matriz de Loulé, no âmbito do Dia Internacional dos Museus e Sítios, o “Roteiro da Arquitetura Religiosa no Concelho de Loulé”, da autoria dos investigadores da Universidade do Algarve Francisco Lameira e Marco Sousa Santos,

Trata-se de uma obra editada pela Câmara Municipal de Loulé que faz uma incursão pelos valores patrimoniais do Concelho de Loulé com relevância artística, nomeadamente os de natureza religiosa. O Roteiro aborda os diferentes estilos arquitetónicos existentes (Gótico, Manuelino, Renascimento e Classicismo, Estilo Chão, Barroco e Neoclássico), as modalidades artísticas subsidiárias da Arquitetura (retábulos, azulejaria, pintura em perspetiva arquitetónica e pintura mural) e as artes móveis ou portáteis (a imaginária, pintura de cavalete e iluminura). A parte final é um catálogo, com 32 imóveis incluídos, das igrejas, ermidas e antigos conventos existentes em território louletano, com imagens e textos sobre a sua história.

Os autores destacam de entre os valores patrimoniais concelhios, “obrigatórios em qualquer História da Arte em Portugal: a Igreja de São Lourenço de Almancil, interessante testemunho da época barroca, e a torre da antiga mesquita de Loulé, da época islâmica”.

Ao desafiar a Universidade a elaborar o livro e a editar este Roteiro, pretende a Autarquia de Loulé contribuir significativamente para o aumento do conhecimento deste património religioso e, simultaneamente, fortalecer a oferta cultural do Concelho e promover uma visita 365/ano. Por outro lado, é mais uma ação integrada na política de preservação e valorização do património cultural concelhio.

Para Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, “este foi um desafio lançado ao Professor Francisco Lameira, porque considerámos que era uma necessidade do nosso Concelho, o de conhecer melhor o nosso património arquitetónico religioso e, consequentemente, valorizá-lo e utilizá-lo na área da educação pelo património e na divulgação turística”.

Por seu turno, Manuel Célio Conceição, diretor do Departamento de Artes e Humanidades da Universidade do Algarve, que fez a apresentação da obra, considerou tratar-se de “um livro com um legado de memória futura, de valorização do território, um livro que se apresenta com uma excelente fotografia e paginação, um conteúdo resultante de uma investigação séria e de qualidade”. Este responsável académico deu os parabéns à Câmara Municipal de Loulé pela “valorização e integração do património como integrante no desenvolvimento do território” e sugeriu que, a partir de agora, “se passe do livro à concretização de atividades educativas, partindo destes conteúdos”

Uma vez que as Paróquias de Loulé deram apoio a este trabalho, o pároco Carlos Aquino afirmou: “temos na Câmara de Loulé um parceiro excecional para a valorização deste património comum, que representa a nossa identidade; é um instrumento fundamental para criar a relação com estes espaços que são espaços de encontro”.

A obra pode ser adquirida na Loja do Museu Municipal de Loulé.

Categories: Loulé