Algarve

Rede AZUL apresenta 1.º vencedor do Convite à Criação

A rede AZUL laçou o 1.º convite à criação no dia 9 de janeiro de 2016, quando foi formalmente apresentada. Este convite envolve 10 parceiros – Albufeira, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, S. Brás de Alportel, Silves e Tavira em colaboração com a Direção Regional de Cultura do Algarve, num valor de € 7.000,00. Contou com 9 candidaturas de diversas áreas artísticas e de associações de todo o Algarve.

azul

Depois da apreciação das várias criações apresentadas por estruturas associativas culturais sem fins lucrativos, com cariz amador e personalidade jurídica, sediadas no Algarve, o júri composto por Dália Paulo (representante da Rede AZUL), Anabela Afonso (representante da Universidade do Algarve), Cristina Farias (representante da Direção Regional de Cultura do Algarve), António Pinto Ribeiro (programador e gestor cultural) e Tiago Guedes (programador, gestor cultural e atual diretor do Teatro Municipal do Porto Rivoli e Campo Alegre) seleccionou a proposta da LAMA tendo em conta a originalidade e criatividade da mesma, o seu enfoque na exploração, à luz de um olhar contemporâneo, da realidade algarvia, seu imaginário e universos simbólicos (identidades, diversidades, alteridades), bem como a sua aposta numa lógica de co-produção.

A criação “Leôncio e Lena”, da LAMA Associação Cultural, foi a proposta escolhida pelo júri que presidiu ao 1.º Convite à Criação lançado pela recém-criada Rede AZUL – Rede de Teatros do Algarve.

O projeto “Leôncio e Lena” é uma criação do ator e encenador farense João de Brito, que prevê quer sessões prévias de partilha e pesquisa colaborativa com agentes culturais e artísticos da comunidade algarvia, quer um período de conceção e preparação do espetáculo que explora o universo literário de Georg Büchner, fazendo uma analogia com o binómio algarvio sotavento/barlavento e tomando a forma de uma conferência orquestrada com forte componente visual, quer, por fim, a realização de um vídeo-documentário sobre todo o processo criativo.

Esta criação fará obrigatoriamente 1 apresentação em cada um dos teatros participantes (Albufeira, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, S. Brás de Alportel, Silves e Tavira), de forma continuada e regular entre outubro de 2016 e março de 2017. O local da primeira apresentação é escolhido por sorteio, sendo que a sequenciação dos restantes espaços de itinerância da criação é definida pela Rede numa lógica de diversificação/alternância geográficas.

Com a concretização deste convite à criação a Rede AZUL pretende ir ao encontro de três dos seus objetivos centrais: a promoção e valorização da criação artística e da produção de projetos inovadores e diferenciadores no Algarve nas áreas das artes performativas; a criação de condições para uma efetiva, concertada e eficaz circulação da criação artística em vários pontos do Algarve, dando-lhe mais palcos, chegando a mais públicos e tendo assim um impacto e feedback mais alargados e diversificados; e o estímulo a estruturas de cariz amador sediadas na região para novos desafios artísticos e criativos.

Para mais informações, os interessados podem contactar a Rede AZUL através do seu email oficial: redeazulalgarve@gmail.com.

Categories: Algarve