Algarve

PSD apresenta na Assembleia da República proposta de suspensão de portagens na A 22 durante obras na EN 125

Cristóvão Norte: “Redução de 15% das portagens é uma tentativa simbólica de se fazer de conta que se cumpriu a palavra”

O PSD vai apresentar um projecto de resolução com vista a que o Governo suprima a cobrança de portagens na A 22 durante a realização de obras de requalificação significativas na EN – 125. A proposta será debatida apenas na próxima sessão legislativa, e visa responder ao acréscimo de obras estruturantes que esta via está a sofrer e que, inclusivamente, segundo anunciou o Governo, irão determinar, após Setembro, o encerramento temporário de alguns dos troços  com maior volume de tráfego na região, bem como constrangimentos severos em outros. As obras na EN-125 aumentaram após a conclusão da renegociação da parceria público-privada que deu origem a esta requalificação.

A proposta tem como objectivo permitir que quando tal se verifique num dado troço da EN -125, o Governo suspenda a cobrança de portagens no troço correspondente da A22, de molde a promover a mobilidade e  atenuar os prejuízos inevitáveis que esta situação produz.

Recorde-se, a este respeito, que em Abril passado, o PSD apresentou um projecto de resolução que recomendava ao Governo, entre outros aspectos como a redução do preço, a revisão do sistema de cobrança nas zonas de fronteira, mas também a introdução de mecanismos de suspensão ou redução temporária do preço das portagens, sempre que ocorram obras significativas de requalificação nas vias alternativas, como é o caso da A22.

O projecto foi chumbado com os votos desfavoráveis de PS, PCP, BE e PEV, e os deputados Cristóvão Norte e José Carlos Barros eleitos pelo Algarve esperam agora que os partidos que apoiam o Governo revejam a sua posição.

Cristóvão Norte assinala, a este respeito, que “ O BE e PCP prometeram a abolição. O PS a redução em 50%. Entretanto, entre os três, acordaram uma redução de 15 % e chumbaram inapelavelmente a suspensão durante as obras proposta pelo PSD. Conclusão: o todo é menor que qualquer das partes.” Cristóvão Norte diz que “ alguns poderão discutir se a EN 125 é uma alternativa válida à A22, ou até se a EN 125 com obras significativas a decorrer é uma alternativa à A22, posição que não merece a nossa concordância, como aliás resulta do projecto que apresentamos, mas seguramente não se poderá discutir se a EN-125  representa essa alternativa quando a mesma estiver, como já foi anunciado, encerrada”.

Pórtico das Portagens na Via do Infante

Pórtico das Portagens na Via do Infante

Categories: Algarve