Quarteira

Quarteira homenageia Vítor Faria com Sessão de Poesia na Pastelaria DuoDoce

A Pastelaria DuoDoce, na Rua Vasco da Gama, em Quarteira, foi o palco de uma sentida homenagem ao filho da terra Vítor Faria, administrador da InfraQuinta, recentemente falecido.

A homenagem, apresentada por Esmeralda Brito, contou com a presença de cerca de uma centena de pessoas, tendo incluído poesia, intervenções e projeção de um filme.

A poesia foi declamada por Maria João, Sérgio Sousa, Helena Baptista, Pilar Santos e Hélder Semedo.

Intervieram o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, o presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto e Fernando Santos.

Intervieram ainda os filhos do homenageado, Marta (lendo uma carta escrita pela sua filha Violeta) e João.

A terminar, foi projetado um filme sobre Vítor Faria, realizado por Andreia Bernardo com fotos da família e texto de Marta Faria (transcrito a seguir).

Victor Guerreiro Faria era jurista, presidente do Conselho de Administração da Infraquinta, faleceu no final de outubro de 2016 na sequência de uma doença prolongada e após ter sido sujeito a uma intervenção cirúrgica.

Destacado militante do Partido Socialista, desempenhou, entre outros cargos, o de secretário coordenador do PS Quarteira.

Vítor Faria esteve sempre ligada às causas do turismo e da região. Era também  membro da Comissão Executiva da Região de Turismo do Algarve (RTA). Foi vice-presidente da Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AIHSA).

No campo político, ocupou cargos de dirigente do PS no Concelho de Loulé e a nível regional. Esteve ainda ligado ao desporto, enquanto presidente da Assembleia Geral da Associação de Ciclismo do Algarve, membro da direção da Associação de Futebol do Algarve e do CDR Quarteirense. Outro cargo que desempenhou foi o de presidente da Assembleia Geral da Fundação António Aleixo.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Transcrição do texto de Marta Faria:

Olá Pai. É a tua filha. Como vai a vida nova aí desse “lado”?

Há mais ou menos dois meses que não falamos. Quer dizer… eu falo, falo, falo… mas tu não me respondes. Normal para as circunstâncias.

O aperto no coração e o nó na garganta continuam. A vontade de chorar mantem-se. Normal.

Todos me dizem: – É com o tempo… ficam as saudades… as coisas boas… blá, blá, blá. Enfim…

Mas, deixemo-nos de lamechices.

Este terrível ano de 2016 está acabar. Terrível apenas porque tu já não estás aqui. Porque com a “viagem” de outros famosos ou desconhecidos, posso eu bem.

Sei que estás bem acompanhado, David Bowie, Nicolau Breyner, Umberto Eco, Prince, Leonard Cohen… que SORTE!!! O neurocirurgião João Lobo Antunes, que foi ter contigo logo no dia a seguir…

George Michael. Sim, esse mesmo. Vais cruzar-te com ele.

E, mais dia menos dia, outro “muuuuito” importante… que está a adiar a “viagem”. Logo vês, fica a surpresa (Mário Soares, falecido nesse mesmo dia).

Nestes dois meses aconteceram muitas coisas. Lá porque já não estás aqui, não quer dizer que não mereças um resumo do que vai acontecendo “deste lado”. Por isso…

Não percebo quase nada de futebol mas acho que destas notícias vais gostar muito:

– O Fernando Santos foi eleito o melhor selecionador do mundo!

– O Cristiano Ronaldo recebeu a quarta Bola de Ouro!!

– O BENFICA está em primeiro!

E, pasma-te com esta: O Trump ganhou as eleições! Estás chocado, certo? Aqui deste “lado” ficámos TODOS chocados.

Alepo, nem te conto… uma desgraça total.

Vão caindo uns aviões. Atentado aqui e ali.

Mas chega de más notícias.

O Natal já se passou. Esta treta do “Feliz Natal na medida do possível” nunca mais acabava. Foi difícil sem ti. Mas os teus netos, como bons pestinhas que são, apaziguaram a situação.

A mamã está “bem”. Estamos todos “bem”. Para quê dizer que estamos menos bem, ou que estamos mal. Não te queremos preocupar. Olha, desenrascamo-nos.

Os teus cinco netos mandam-te beijos. Eu, o Mano e a Mamã também. Tu sabes. A família toda.

E os amigos. E se tens amigos!!! Eram tantos, mas tantos na tua “última reunião”.

Acho que já disse tudo (não disse tudo, mas pronto).

Espera, falta uma coisa: AMO-TE.

Alguma novidade que queiras saber, já sabes “apita”.

E já me esquecia de te perguntar: E o Fidel Castro? Como se está a portar? Está numa de Super Ditador, ou está manso que nem um cordeirinho?

Categories: Quarteira