Loulé

PSD/Loulé: «A capacidade de fazer escolhas»

psd_loule

Agenda política oculta custa 50 mil euros aos munícipes 

A escolha é entre o bem-estar das populações, o crescimento do comércio local e a agenda política oculta do ano de eleições. Adivinhe para onde foram 50 mil euros: para melhorar a vida dos louletanos ou para financiar a agenda mediática?

A Comissão Política do PSD de Loulé, no decurso do seu mandato, tem defendido sempre o que é ou não importante para o concelho, tendo em conta os recursos que existem e, após esta reflexão, manifesta a sua concordância, ou não, com as escolhas dos decisores políticos a nível autárquico.

Não há dúvida que a recente exposição mediática de Loulé na RTP, nos últimos dois dias, no âmbito da Final da Taça da Liga, assim como as cerimónias que estão previstas para a celebração do 8.º aniversário do Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana, são eventos que, por princípio, merecem a nossa concordância.

Porém, estes eventos vão decorrer na Praça da República e também no Mercado Municipal, causando transtornos aos comerciantes locais, que ao invés de ganhar com o mediatismo, saem a perder com o condicionamento na circulação de pessoas e viaturas a que as cerimónias obrigam, nestes locais emblemáticos da cidade e com grande movimento.

É esta falta de planeamento e uma agenda mediática oculta que lhe está associada que reprovamos.

Loulé tem um presidente de câmara que é muito lesto em se promover publicamente, algo que, julga o próprio, lhe poderá dar muito jeito em ano de eleições. É a sua escolha, mas com custos. Neste caso, os custos associados aos eventos descritos, estimam-se em mais de 50 mil euros.

Uma verba poderia fazer toda a diferença, num quadro de escolhas entre o mediatismo, a promoção política e as necessidades mais básicas dos louletanos, por exemplo, da zona das Benfarras, Maritenda e Vale Judeu.

Escolhendo as populações, a vida de moradores e comerciantes que residem junto à Estrada Nacional 125 e que não têm saneamento básico, nem água canalizada, certamente, ficaria melhor, dado que o anterior executivo (PSD) infraestruturou toda zona, faltado apenas montar uma conduta de esgotos, ao longo da EN 125, que ligue a Maritenda a Vale Judeu.

São escolhas, senhor presidente.

A Comissão Política de Secção do PSD/Loulé

Categories: Loulé