Algarve

Garvetur cria estratégia “win-win” na imobiliária e apresenta novos investimentos

O Grupo Garvetur | Enolagest registou um volume de negócios a rondar os 32 milhões de euros em 2016, um aumento de quase 5% relativamente ao período homólogo de 2015. A previsão para 2017 é aumentar o crescimento para os dois dígitos, objetivo que Reinaldo Teixeira considera “possível, em função das alterações introduzidas na gestão e objetivos das empresas, que vão alavancar e potenciar a conjuntura económica positiva que se verifica no Turismo e no Turismo residencial e na atividade imobiliário que lhe está associada”. 

Numa conjuntura de crescimento dos setores do Turismo e Turismo residencial a nível nacional e no Algarve, região na qual a Garvetur, SA é uma mediadora especializada, a empresa âncora do Grupo Enolagest registou resultados em 2016 que superaram as previsões e, para o ano de 2017, pretende “elevar a fasquia, antecipando as competências necessárias para se adaptar às profundas alterações sócio económicas registadas nos mercados”, de acordo com Reinaldo Teixeira, administrador da empresa.

“É certo que os resultados foram muito positivos, com um crescimento a rondar os 20% no volume de negócios quanto às propriedades vendidas pela Garvetur Propriedades em 2016, relativamente a 2015, enquanto a Garvetur Férias registou um aumento de ocupação que, no período homólogo, ultrapassou os dois dígitos (11,7%). Houve um expressivo aumento do número de postos de trabalho, superior a uma centena, mas a nossa principal ambição é dotar as 38 empresas associadas no Grupo de estratégias de gestão adequadas a um crescimento sustentado”, salientou o empresário no encontro anual com a imprensa, que decorreu a 5 de abril, no Centro de Negócios e Serviços “Vilamoura Jardim”, onde estão centralizadas as atividades do Grupo Enolagest/ Garvetur.

Reinaldo Teixeira considerou na ocasião “ser um fator de sucesso de qualquer organização a capacidade de se adaptar e responder de forma adequada às novas realidades dos mercados”, anunciando a propósito “um novo modelo de negócio, em que privilegiamos a estratégia «win-win», defendendo vantagens mútuas para todos os parceiros envolvidos. Ao assegurar o acordo final com o cliente, oferecemos um plano de follow up que alarga os seus níveis de satisfação e simultaneamente potencia sinergias, competências e o know how das empresas do grupo”, salientou.

Estamos apostados na melhoria da qualidade dos serviços complementares prestados aos nossos clientes em diversas áreas diretamente ligadas à imobiliária, como a exploração e rentabilidade do imóvel, ou ainda a decoração interior e exterior, renovações e remodelações dos imóveis, tal como aconselhamento jurídico, além de disponibilizar soluções na certificação energética aos nossos proprietários.

E é nesta perspetiva de crescimento sustentado que se enquadra “a aposta em ativos estratégicos que permitam criar valor para as empresas e para a economia regional”, designadamente o projeto Algarve Cluster Multiusos, aprovado como de interesse regional e em fase de desenvolvimento do Plano de Pormenor do Núcleo de Desenvolvimento Económico (NDE), um investimento de 300 milhões de euros e que se prevê vir a criar 2000 postos de trabalho diretos e indiretos, localizado no nó da Via do Infante que dá acesso a Loulé, Vilamoura e Quarteira.

“Quero no entanto acrescentar que, a par do desenvolvimento do Plano de Pormenor do Núcleo de Desenvolvimento Económico (NDE), estão já em curso negociações com promotores internacionais de parques temáticos, designadamente em França.”

O empresário considera que o aumento da procura e a emergência de novos mercados emissores, bem como o interesse de grandes investidores no mercado português quer no Algarve, quer noutras regiões do país, designadamente em Lisboa e no Porto, justifica o estreitar de parcerias e o reforço da Rede Garvetur.

Alerta, no entanto, para “a necessidade de se manterem fatores como o alto nível de segurança e leis fiscais favoráveis, assim como um reforço na promoção, para que se concretize a alta rendibilidade do investimento imobiliário e se mantenha a animação do mercado”.

Exemplificando as alterações que se têm registado nos mercados de procura Célia Teixeira, diretora de operações do segmento de arrendamento turístico da Garvetur revela que, embora o mercado nacional permaneça o principal, a procura dos franceses superou a dos britânicos, seguindo-se o mercado holandês e alemão, surgindo igualmente os escandinavos no top dos clientes das cerca de 650 Unidades de Alojamento nas várias zonas do Algarve e nas 210 vilas na região sul do país, Costa Prata, Douro e Minho que a empresa comercializa para férias.

Houve igualmente alterações tanto na duração de estadias, como na época em que estas se efetivam. “Os feriados deste ano estão a potenciar reservas para escapadinhas fora do período tradicional das férias de Verão por parte de clientes portugueses, enquanto os outros mercados de procura estão a prolongar as suas estadias em média para 6,7 dias, e neste momento podemos dizer que a época alta se inicia na Páscoa, com o mercado sénior e o setor do golfe a apostar em meses do primeiro e segundo trimestre do ano”, salientou.

Célia Teixeira refere a propósito a importância de grandes eventos como as provas de hipismo, vela, atletismo e golfe, das quais a Garvetur é, na sua maioria, um dos parceiros privilegiados, para a melhor performance e o esbater da sazonalidade.

As zonas preferenciais dos cerca de 32 mil clientes da Garvetur Férias continuam a ser Vilamoura, Albufeira e em 2016 a zona de Lagoa (Carvoeiro) na região algarvia destaca-se, depois da abertura do aldeamento turístico Villas Mourim com 58 unidades de alojamento, com 30 moradias de tipologia V1 e 28 V2, com “todo o conforto e o luxo informal, o qual se conjuga com o clima ameno e convidativo do Algarve e o ambiente estival de umas férias perfeitas”, assegura Célia Teixeira.

Mais postos de Trabalho e Tecnologias amigas do ambiente

“Não temos dúvidas quanto à importância dos nossos colaboradores no sucesso das empresas e os recursos humanos são uma das áreas que vamos continuar a investir. Em 2016 criamos mais de uma centena de postos de trabalho nas diversas empresas do grupo e para 2017 a previsão é a de aumentar cerca de 12% na área comercial a Garvetur Propriedades enquanto na Garvetur Férias e em função do aumento da procura por parte dos visitantes, estamos a proceder a um recrutamento antecipado, comparativamente ao ano anterior que prevemos poder atingir mais 20% de postos de trabalho” anunciou Reinaldo Teixeira.

Destaque ainda para a intervenção das empresas do Grupo Garvetur | Enolagest SGPS no âmbito da responsabilidade social que se consubstanciam, designadamente na participação na Bolsa de Excelência Garvetur | Enolagest que premeia os melhores resultados de alunos da Universidade do Algarve, mas também no apoio a atividades desportivas e a instituições de solidariedade social ou campanhas de auxílio a jovens um pouco por todo o país.

No que concerne a outras empresas associadas em 2016 a Alvarsol, Lavandaria Industrial, empresa cofundadora da holding Enolagest lançou novas áreas de negócio direcionadas ao setor hoteleiro, o que permitiu o reforço na negociação com o grupo Tivoli de 4 unidades em 2015 para 5 em 2016 e, em 2017, serão seis as unidades hoteleiras algarvias deste grupo a utilizar os serviços da Alvarsol. 2017 será também o ano para concluir as negociações, visando a criação de uma parceria com as maiores instalações e mais modernas de Lisboa do setor de lavagem industrial, de forma a satisfazer as 5 unidades Tivoli da capital, explicou o diretor da Alvarsol.

Segundo Orlando Lopez, “com o investimento em maquinaria inovadora realizado em 2016 e que atingiu 1 milhão de euros, as nossas instalações ficaram mais produtivas e amigas do ambiente, reduziram-se em mais de 50 % os consumos energéticos, 40 % em água e 40 % na  utilização de químicos. Trata-se de um processo automático que aumentou a sua capacidade de funcionamento para mais 1500 kg/hora, bem como a substituição dos agentes alcalinos por sequestrantes, humectantes e enzimáticos”, sublinhou.

O diretor da Alvarsol salienta que a empresa é “pioneira nas técnicas utilizadas nos processos de lavagem, tanto na área química como quanto ao processo diferenciador de tratamento dos têxteis, que atraem as unidades mais exigentes como são os hotéis de 5 estrelas”.

Orlando Lopez revela que a empresa criou 30 postos de trabalho em 2016, aumentou o segmento de negócios com a hotelaria, restauração e instituições, mantendo no entanto cerca de 35600 clientes particulares.

Já a Visacar, a rent-a-car do grupo, registou um aumento de 6% nos contratos de aluguer em 2016, com a particularidade de as preferências dos clientes serem as viaturas familiares de 7 ou 9 lugares, superando assim os utilitários.

Para este ano e segundo Honório Teixeira, administrador da empresa, a previsão de crescimento será de 10%, tendo em conta a outra vertente de negócios, a comercialização de viaturas. Em 2016 a empresa realizou mais de 7500 contratos de aluguer, tendo transportado cerca de 146.000 de passageiros no serviço prestado para o Vilamoura Golf Shuttle e ainda mais de 25.000 passageiros transportados com aluguer de condutor, outra área de negócio da empresa. No setor da venda de viaturas foram comercializados perto de 500 veículos, nas delegações do Algarve (Albufeira), e Serra da Estrela (Seia).

O reforço da frota, na qual a Visacar investe “como um princípio de segurança e visando a melhor oferta para os clientes”, está prevista a substituição de 5% das viaturas para 2017.

No setor do emprego, destacam-se os resultados da Visatempo, empresa de trabalho temporário que em 2016 garantiu cerca de 580.000 horas de trabalho contratadas pelos seus clientes maioritariamente na área do turismo, restauração e construção civil, um aumento de 27,3% comparativamente ao período homólogo de 2015, prevendo-se para 2017 um crescimento do volume de negócios de 7%, já que a Visatempo vai apostar na internacionalização dos seus serviços.

Registe-se ainda no âmbito do Grupo Garvetur | Enolagest,SGPS, a mediadora Eg Seguros que apresenta em 2017 seguros na área da oftalmologia, depois de lançar em 2016 seguros de saúde para pessoas com mais de 65 anos (Vitalício).

A mediadora alargou a sua carteira de parceiros trabalhando com as mais prestigiadas seguradoras nacionais e internacionais designadamente a Ageas, Victoria, Fidelidade, Mapfre, Lusitania, Allianz, Liberty, Caravela, Metlife, Real Vida e Açoriana gerindo uma carteira de seguros que registou um crescimento de 7% e é superior a 1,2 milhões de euros.

Nova marca e nova imagem

O ano de 2017 vai ser marcado pelo lançamento de novos sites das empresas Visacar e Garvetur Férias já em fase final de desenvolvimento, que se encontra a cargo da ARTA – Design Studio, uma outra empresa com a chancela do Grupo Enolagest.

Na área da decoração, o Grupo vai lançar a marca D&D – Interior Design ainda neste trimestre, e a decoradora Cristina Batista gestora do projeto, define as suas linhas gerais: “Acreditamos em projetos de design contemporâneo, de estilo intemporal, único, sóbrio, e simples, com o toque de exclusividade do qual resulta uma habitação elegante e de luxo depurado, sempre tendo em conta os objetivos e o perfil dos nossos clientes. Para tal, é indispensável uma excelente relação com os nossos fornecedores, como garantia de qualidade da qual não abdicamos”.
O trabalho da D&D será direcionado para residências privadas para uso próprio ou de alugueres, espaços comerciais, hotéis e escritórios, decorados com o máximo rigor e em que a estética se alia à funcionalidade para criar um ambiente que reflete o estilo de vida do seu proprietário.

Entre os trabalhos desenvolvidos pelos criativos da ARTA em 2016, que contemplam os diversos materiais de design gráfico e industrial, web design, comunicação e ilustração das empresas do Grupo, destaque ainda para a edição do livro do poeta Cândido Guerreiro, desenvolvido a solicitação da autarquia de Loulé, o vídeo oficial do Torneio da Taça CTT e ainda a brochura de prestígio do empreendimento de luxo de promotores holandeses Finisterra, localizado em Albufeira, entre muitos outros.

Refira-se ainda neste balanço de atividades do Grupo Garvetur |Enolagest a Bolsa de Condomínios, empresa que tem a seu cargo a gestão de cerca de 200 condomínios que perfazem mais de 5000 mil condóminos.

No setor da recuperação de imóveis, manutenção de moradias e jardins, a Casa Pronta lança em 2017 novos serviços fornecendo a colocação de painéis solares e fotovoltaicos, bem como de caldeiras e outros sistemas de aquecimento. Foi também criado o departamento de Serviços de manutenção preventivas que permite aos proprietários agendar a vistoria e conservação de equipamentos e residências, numa base temporal previamente acordada. O lema desta nova valência da Casa Pronta é “O seu conforto está primeiro”.

Em 2016 a Casa Pronta registou mais de 6000 serviços de manutenção em toda a região algarvia, destacando-se as obras de recuperação no Colégio Internacional de Vilamoura.

A finalizar Reinaldo Teixeira relembrou que o grupo do qual é gestor é constituído por capitais nacionais e que atualmente garante mais de 480 postos de trabalho, em mais de 53 delegações, distribuídas por todo o Algarve, pelo país e ainda no estrangeiro, aposta numa estratégia de crescimento sustentado e de diversificação das suas atividades e mercados.

O Grupo Garvetur Enolagest registou um volume de negócios a rondar os 32 milhões de euros em 2016, uma subida de quase 5% relativamente ao período homólogo de 2015 e a previsão de 2017 é aumentar o crescimento para os dois dígitos, um objetivo que Reinaldo Teixeira considera “possível, em função das alterações introduzidas na gestão e objetivos das empresas, que vão alavancar e potenciar a conjuntura económica positiva que se verifica no Turismo e no Turismo residencial e na atividade imobiliário que lhe está associada”. 

Recorde-se que o Grupo Garvetur |Enolagest oferece um modelo inédito de serviços em Portugal, ao criar sinergias entre as 38 empresas associadas, desde a consultoria e abrangendo todo o parque imobiliário de investimento, mediação, compra, venda, construção, reabilitação, manutenção, reparação, decoração de interiores e espaço exterior, assim como a gestão de imóveis e a área de seguros, bem como a de aluguer e venda de viaturas. O grupo diversificou ainda as suas atividades para as áreas de educação, formação e trabalho temporário.

Responsabilidade Social

O Grupo Garvetur|Enolagest SGPS tem como tradição desenvolver um trabalho consistente de responsabilidade social, assegura o seu administrador Reinaldo Teixeira.

A responsabilidade social das empresas do Grupo engloba donativos a instituições de solidariedade, patrocínios a atividades desportivas e culturais, destacando-se a parceria com a Universidade do Algarve na atribuição de Bolsas de Excelência.

Todas as empresas associadas respondem a iniciativas solidárias direcionadas para a comunidade em que estão inseridas.

Em 2016, o Grupo esteve presente e apoiou várias iniciativas de solidariedade, entre as quais destacamos:

– Apoio da Enolagest, SGPS Feira de Recursos Humanos da Universidade do Algarve (Ualg) .

– Patrocínio da Enolagest, SGPS de 1 Bolsa (propinas de um ano letivo) para Alunos de Excelência da Universidade do Algarve

– A Alvarsol entregou de Cabazes de Natal e brinquedos a famílias economicamente vulneráveis da freguesia Quarteira, num gesto de solidariedade em parceria com a Fundação António Aleixo e a AND (Associação Nova Dimensão).

Apoio a iniciativas Desportivas

– Apoio da Garvetur S.A. e da Visacar S.A. à Quarteira Beach Run – atletismo social

– Apoio da Garvetur S.A. e da Visacar S.A. aos eventos organizados pelas “Corridas às Sextas”

– Apoio da Visacar à Reflorestação da Serra do Caldeirão, em parceria com a organização da prova  todo terreno – Salir TT., a cargo da Secção de Motorismo da Associação Cultural de Salir.

Apoio e patrocínios a eventos de renome

– Vilamoura Atlantic Tour – campeonato internacional equestre (Garvetur Férias)

– PGA -Portugal (Visacar)