Lagos

Autarquia de Lagos aprova Moção da CDU contra encerramento da CGD em Ameijeira

A vereadora da CDU na Câmara Municipal de Lagos, Maria Luísa Teixeira, apresentou uma Moção a propósito da decisão da Administração da Caixa Geral de Depósitos de encerrar a dependência da Ameijeira, em Lagos.

A Moção foi aprovada, por maioria, na Reunião de Câmara do passado dia 5 de abril.

Moção

A decisão da Administração da Caixa Geral de Depósitos, de encerrar a dependência da Ameijeira,  em Lagos, deve merecer o repúdio dos seus clientes e de todos os que querem a CGD ao serviço do povo e do país.

A intensa operação movida durante o governo do PSD e CDS contra a CGD, continua a produzir os seus efeitos, com o objectivo de a enfraquecer e descredibilizar a Caixa visando a sua privatização.

Para a CDU, a CGD, empresa estratégica de Portugal, tem de continuar sob o controlo público, e a ter uma Administração que reforce a sua presença em todo o território nacional ao serviço do Povo e do País!.

Para a CDU, a necessária e urgente recapitalização da Caixa Geral de Depósitos não pode servir de pretexto para aplicar “reestruturações” que promovam:

– o encerramento de Balcões,

– o despedimento de trabalhadores,

– o enfraquecimento do seu papel de banco público

para dessa forma defender os interesses da banca privada.

Num momento em que o país assiste a uma intensa operação que o PSD e o CDS, em conjunto com o grande capital, têm vindo a desenvolver contra a CGD, a ameaça dos encerramentos de Balcões, não pode ser desligada das erradas decisões adoptadas pelo governo do PS em torno da CGD e que contrariam uma Caixa ao serviço do Povo e da economia nacional.

Sabendo que:

a CGD da Ameijeira tem um elevado número de clientes e de movimentos diários, sendo a única agência bancária naquela Zona da Cidade;

tendo em conta os constrangimentos de trânsito e estacionamento, bem como a afluência de clientes no balcão da baixa da cidade, o encerramento do Balcão da CGD na Ameijeira é uma medida que prejudica os lacobrigenses, sobretudo aqueles que têm dificuldade em se locomover;

a CGD é uma instituição bancária com uma grande importância para a população, sobretudo para a mais idosa, sabendo-se que o número de clientes na época alta aumenta exponencialmente.

Assim sendo como se justifica uma medida tão absurda?

A CDU manifesta o seu total empenhamento na luta contra o encerramento das agências bancárias da CGD, e contra a extinção de postos de trabalho que estas medidas implicam.

A CDU apela às populações para que manifestem o seu repúdio por mais este atentado à banca pública em tudo contrária aos interesses do Povo e do País!

A Vereadora da CDU na Câmara Municipal de Lagos, Maria Luísa Teixeira

Categorias:Lagos