AGENDA

“O Sul de José Afonso” celebra 25 de Abril em Castro Marim

Castro Marim vai celebrar a Revolução dos Cravos com um rico e diversificado programa cultural e desportivo, que decorre entre o dia 22 e o dia 25 de abril. 

No dia 22 de abril, sábado, decorre, pelas 10h horas, no Pavilhão Municipal de Castro Marim, um workshop de defesa pessoal, promovido pelo Leões do Sul Futebol Clube. Nessa noite, pelas 21h00, o acordeão anima o serão em Junqueira. No dia 23 tem lugar o Peddy Paper da Alta Mora, pelas 9h00, organizado pela Associação Recreativa, Cultural e Desportiva dos Amigos da Alta Mora. Para mais informações, os interessados podem consultar a página da ARCDAA – http://www.arcdaa.com – ou usar os contactos 96 5284657 | arcdaa@gmail.com.

O dia principal das comemorações, 25 de Abril, começa logo pelas 08h30, com uma arruada da Banda Musical Castromarinense pelas ruas da vila de Castro Marim, seguindo-se o hastear da bandeira nos Paços do Concelho e a já tradicional largada de pombos no Forte de S. Sebastião.

A arruada sai prossegue de Castro Marim para as principais localidades do concelho –Alta Mora (10h30), Furnazinhas (11h30), Odeleite (12h00), Azinhal (15h00), Junqueira (15h30), Monte Francisco (16h00), Rio Seco (16h30), S. Bartolomeu (17h00), Altura (17h30), terminando novamente em Castro Marim (18h00).

Em Altura, na mesma manhã, pelas 10h00, é realizado um Passeio Familiar de Bicicleta, um convite ativo ao convívio com ponto de encontro na sede do Clube Recreativo Alturense.

O grande destaque das comemorações acontece na tarde de 25 de Abril, com o espetáculo “O Sul de José Afonso”, por João Afonso e Luís Galrito, acompanhados do coletivo “Barco do Diabo”, assinalando a revolução que há 43 anos deu origem ao atual regime democrático. O concerto tem lugar no auditório da Biblioteca Municipal de Castro Marim, pelas 18h30.

José Afonso, familiarmente conhecido como “Zeca Afonso”, é um dos maiores ícones da Revolução dos Cravos. 30 Anos depois da sua morte, as letras das suas músicas permanecem vivas na memória e nos corações de Portugal, para sempre ligadas a uma das manifestações revolucionárias mais emblemáticas da nossa história. Na madrugada do dia 25 de Abril de 1974, a “Grândola, vila morena”, composta e cantada por José Afonso, foi tocada no programa independente Limite da Rádio Renascença. Era a segunda senha para o arranque das operações e despoletava o avanço das forças organizadas pelo Movimento das Forças Armadas. O primeiro sinal, no dia 24 de Abril, foi a música «E depois do adeus», cantada por Paulo de Carvalho, através da Emissores Associados de Lisboa, audível apenas em Lisboa.

“O Sul de José Afonso” é um espetáculo interdisciplinar que pretende assinalar as três décadas da derradeira viagem de José Afonso, mas também recordar a sua forte ligação ao Algarve, mostrando o seu percurso na região e revelando como esta relação influenciou a sua vida e obra e apresentando novas roupagens para as suas canções. Uma proposta interdisciplinar (música, vídeo, poesia) que reinventa a obra do inspirador andarilho que marcou várias gerações de músicos e públicos. O concerto evoca o seu ofício de professor no Algarve e a influência que deixou nos seus alunos, mas também os seus locais de convívio e inspiração, as memórias dos concertos clandestinos que deu na região e a sua ligação ao mar e à Ria Formosa.

Em palco juntam-se então o compositor e cantor João Afonso, sobrinho de José Afonso, o professor de música e intérprete Luís Galrito, reconhecido divulgador da obra de Zeca, e os “Barco do Diabo”, com Rogério Pires, Paulo Pires, João Espada e Sónia Pereira.

Organizado pela Câmara Municipal de Castro Marim, o programa do 25 de Abril em Castro Marim conta com os apoios da Associação Recreativa, Cultural e Desportiva dos Amigos da Alta Mora, do Clube Recreativo Alturense, da Banda Musical Castromarinense, da Sociedade Columbófila Castromarinense, da Associação Rodactiva e do Leões do Sul Futebol Clube.

Categorias:AGENDA, Castro Marim