S. Brás de Alportel

Esclarecimento relativo à reunião do Ministério da Saúde com a Comitiva são-brasense

Tendo sido confrontado pela Agência Noticiosa LUSA, na sequência de um comunicado emitido pelo Partido Social Democrata de São Brás de Alportel, que refere a exclusão de representantes do seu partido politico na comitiva que acompanhou o edil são-brasense na reunião realizada ontem, dia 5 de junho, no Ministério da Saúde sobre o Centro de Medicina Física e de Reabilitação do Sul, o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel Vítor Guerreiro manifesta a sua profunda indignação perante a divulgação de uma informação que não corresponde à verdade e presta o seguinte esclarecimento.

Esclarece o Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, que após ter recebido, por parte do Sr. Ministro da Saúde, a sua disponibilidade, em receber, a seu pedido, uma comitiva são-brasense, para uma reunião urgente sobre a situação do Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul, convidou pessoalmente, no dia 1 de junho, o líder da bancada do Partido Social Democrata na Assembleia Municipal, Dr. Francisco Neves, para integrar a comitiva, tendo recebido por parte deste confirmação da sua presença na reunião de dia 5 de junho. Posteriormente, já durante o fim de semana, o líder da bancada Social Democrata contactou o Gabinete de Apoio à Presidência a informar que por incompatibilidades de agenda não seria possível marcar presença, informando que em representação do partido estaria presente Tiago Silva, elemento que integrou a lista do PPD/PSD à Assembleia Municipal. Mais esclarece Vitor Guerreiro que foi igualmente endereçado convite ao elemento eleito pela CDU na Assembleia Municipal, Eng.º Francisco Kheil do Amaral, o qual não podendo estar presente por indisponibilidade de agenda, informou ser representado por Botelho Agulhas.

Mais esclarece o Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel que “a reunião foi realizada a meu pedido e fiz questão de convidar representantes dos diversos setores de trabalhadores desta unidade de saúde, bem como de todos os partidos políticos representados na Assembleia Municipal, órgão autárquico que dá voz à comunidade são-brasense para em conjunto defendermos o pleno funcionamento desta Unidade Hospitalar que é fundamental para a saúde e bem-estar da população. Esta é uma batalha em que todos deveríamos estar unidos e que merece se tratada com respeito e seriedade. Lamento muito esta situação e repugno veemente o uso de acusações falsas e inverdades, que parecem ter por objetivo enganar os munícipes, que merecem respeito e dignidade”.

Comitiva São-Brasense com o Ministro da Saúde