Loulé

Almargem: «Circular de Loulé: muito trabalho prévio ainda por fazer»

Na sequência de declarações recentes do presidente Vítor Aleixo relativas à conclusão das obras da circular de Loulé, a Associação Almargem sublinha a necessidade de uma urgente definição de condições prévias e de medidas de compensação relativamente à concretização dos dois troços em falta.

Circular Nordeste

Em 2010, a Almargem apresentou diversas propostas relativas ao projeto, então em discussão pública, e essencialmente centradas no impacto da estrada sobre o sistema de charcos temporários existente na zona da Pedragosa / Barreiras Brancas.

Para além de medidas de minimização do impacto ambiental da obra, a Almargem propôs a criação de uma pequena reserva natural de âmbito local e de um centro de estudos, resgate e reprodução ex-situ de anfíbios.

A Reserva Natural permitiria a preservação de espécies e habitats de interesse nacional e comunitário, possibilitando a sua divulgação e usufruto pela população, nomeadamente a nível das escolas do concelho.

Quanto ao Centro poderia ser apresentado como exemplo paradigmático e pioneiro em Portugal, da conservação de Anfíbios, grupo de animais que, um pouco por todo o mundo, tem vindo a sofrer um grande declínio, face às alterações climáticas e à destruição de habitats reprodutores adequados.

Na altura, o Município e a Estradas de Portugal (atual Infraestruturas de Portugal) não se mostraram minimamente interessados em discutir o teor destas propostas, esperando a Almargem que a situação agora se modifique.

Circular Sul

A apresentação em 2016 de um projeto de Via Panorâmica integrado no chamado Parque Urbano e Agrícola de Loulé, veio abrir uma alternativa à conclusão da circular sul nos moldes anteriormente previstos. Na opinião da Almargem, trata-se de uma solução com pontos bastante positivos, nomeadamente uma melhor integração na paisagem e uma mais valia para a desejável reabilitação de toda a área do Cadoiço, local emblemático da cidade de Loulé.

No entanto, a concretização da Via Panorâmica implica um acordo prévio com os donos da Quinta da Fonte da Pipa, pois o troço mais a leste tem obrigatoriamente de atravessar esta propriedade. A Almargem já transmitiu ao presidente do município, Vítor Aleixo, a necessidade de haver um entendimento urgente entre ambas as partes, não só para resolver a questão da circular, mas igualmente para que possa ser encontrada uma solução para o degradante estado de conservação do Solar da Fonte da Pipa, alvo, no início deste ano, de um incêndio de contornos algo misteriosos.

 

Associação Almargem

Categorias:Loulé