Empresas

Garvetur reúne mais de 2100 convidados na Festa de Verão 2017

A Festa de Verão 2017 do Grupo Garvetur | Enolagest, que decorreu no Água Moments em Vilamoura, reuniu cerca de 2100 convidados, com a particularidade de muitos deles serem jovens da geração “millenial”, cuja presença deu um brilho muito maior ao evento com que o Grupo Garvetur/Enolagest celebra o Verão da região mais importante para a indústria do Turismo nacional, o Algarve.

“Foi uma excelente oportunidade para rever amigos e clientes que há mais de 34 anos confiam em nós, quer no setor da mediação imobiliária, quer nos serviços que prestamos para as férias de muitos turistas nacionais e internacionais”, salientou o administrador do grupo.

Reinaldo Teixeira realça também “a fusão geracional” que proporcionou aos convidados um contacto descontraído, já que reinou a boa disposição, com a festa a prolongar-se pela noite dentro.

Marcaram presença representantes de várias das autarquias do Algarve, bem como os responsáveis das associações empresariais do setor, de cariz internacional, nacional e regional, empresários do setor imobiliário e turístico, da Banca, agentes de viagens, operadores turísticos, campos de golfe, hotelaria e restauração.

O empresário aproveitou a ocasião para frisar os bons resultados, não só do Grupo Garvetur Enolagest, cujas previsões de crescimento para 2017 estão já a ser ultrapassadas, na maioria das 38 empresas associadas, com números muito positivos no Algarve e em Lisboa.

Contudo, e sem desvalorizar o atual “círculo virtuoso de crescimento do Turismo”, Reinaldo Teixeira considera que “o maior desafio ao qual as empresas participadas do Grupo Garvetur | Enolagest procuram responder, na ampla fileira de negócios que englobam, é a adaptação a novas realidades não só económicas, mas igualmente no tecido social e nos mercados”.

“As vantagens de um clima ameno durante todo o ano, de um destino de seguro, não invalidam a necessidade de empresários e instituições com poder decisão continuarem a reforçar a imagem positiva de um bom destino para viver e aplicar investimentos e poupanças, em espaços urbanos, zonas turísticas no litoral ou em espaços rurais e ambientais preservados”, concluiu.

Categorias:Empresas, Quarteira, Turismo