Quarteira

Autarquia de Loulé recebe 80 mil euros do Fundo Ambiental para implementação do Quarteira EcoLab

Foi celebrado no passado dia 6 de novembro, em Matosinhos, o contrato de financiamento para desenvolvimento de um Laboratório Vivo para a Descarbonização no Concelho de Loulé. O Município de Loulé recebeu da parte do Fundo Ambiental uma verba de 80 mil com vista à elaboração do plano de implementação do Quarteira EcoLab.

Nesta sessão presidida pelo Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, estiveram também presentes os outros 11 municípios que, tal como Loulé, irão integrar no seu território um Laboratório Vivo para a Descarbonização: Almada, Seixal, Águeda, Matosinhos, Figueira da Foz, Maia, Évora, Mafra, Alenquer, Barcelos e Braga.

Os Laboratórios Vivos para a Descarbonização constituem uma iniciativa que se traduz numa abordagem de incentivo à criação de espaços de promoção do desenvolvimento de tecnologias inovadoras de baixo impacte ambiental e cujo projeto pretende fomentar a descarbonização das cidades através de soluções tecnológicas que aumentem a eficácia e reduzam o consumo de energia, contribuindo para criar cidades inovadoras, sustentáveis e inclusivas, que melhorem a qualidade de vida dos cidadãos.

Em resposta ao desafio lançado pelo Ministério do Ambiente, através do Fundo Ambiental, o Município de Loulé pretende intervir numa área delimitada entre as Avenidas Carlos Mota Pinto e Francisco Sá Carneiro, em Quarteira, criando um espaço de teste de ideias e medidas para a descarbonização (diminuição de gases com efeito de estufa) e melhoria da sustentabilidade ambiental. As medidas a implementar irão passar, por exemplo, pela integração de soluções nos domínios dos transportes e mobilidade, como a criação de uma ciclovia e estruturas de apoio à mobilidade suave, eficiência energética, por exemplo, disponibilizando aos cidadãos o acesso a fontes de energia renováveis, serviços ambientais inovadores, como a criação de um sistema inteligente de gestão do tráfego ou o desenvolvimento da Plataforma EcoLab (aplicação móvel), a promoção da economia circular, entre outras.

Para os responsáveis do Município de Loulé, é fundamental para este processo o envolvimento da comunidade local na adoção de comportamentos e hábitos ambientalmente mais responsáveis e sustentáveis e na cocriação das tecnologias e soluções urbanas a testar. Nesse sentido, para além da realização de sessões de trabalho abertas aos munícipes, a Câmara Municipal de Loulé apela ao contributo de todos com as suas sugestões, através das plataformas digitais da Autarquia – para quem reside, trabalha ou estuda na área do Quarteira EcoLab: https://goo.gl/ix7gtF; para quem tem um estabelecimento de comércio ou serviços na área do Quarteira EcoLab: https://goo.gl/21ytah

Recorde-se que, na fase preliminar do programa – Concurso de Ideias -, Loulé foi um dos 12 municípios escolhidos para desenvolver o plano de implementação do seu Laboratório Vivo para a Descarbonização. Ao período de desenvolvimento do Plano de Implementação segue-se aprovação de 6 a 10 projetos para a segunda fase de financiamento para o qual o Governo irá dotar uma verba de 4 milhões de euros. A partir do próximo ano será a fase de concretização dos projetos.

Categorias:Quarteira