Alentejo

“ROSINHA DOS LIMÕES”, o fado alternativo dos Marafados de Odemira (c/vídeo)

Marafados

“Marafado – Estar zangado ou irritado; quem é maroto ou travesso”. Este é, muito provavelmente, o pensamento mais imediato ao ver o nome da nova aposta nacional da Music For All. O raciocínio é lógico, e correto do ponto de vista gramatical, contudo não podia estar mais longe da verdade: Marafados significa na verdade… marar (“galar”) os fados.

Composto por Lúcia Silva, Francisco Ferreira e Rui Queimado, três espíritos inquietos e apaixonados pela música, os Marafados (Odemira) são um convite a olhar, e ouvir, a música tradicional portuguesa de forma absolutamente original. Estreiam-se com “Rosinha dos Limões”, tema icónico do cancioneiro popular a que emprestam a sua singularidade e que serve de primeira amostra para o álbum que editarão ainda em 2018.

Os Marafados é o projeto de Lúcia Silva, Francisco Ferreira e Rui Queimado, trio que vem dar uma nova vida à música tradicional portuguesa. Tudo começou em 2016, quando Francisco é desafiado por Lúcia, professora de música de profissão, para um iniciar um projeto… diferente. Ao saber que o objetivo era apostar no Fado, Francisco ficou sem saber o que dizer: homem do Reggae, do Ska e do Punk, o Fado era-lhe completamente estranho.

Perante a insistência de Lúcia não houve alternativa senão arriscar por um caminho nunca antes navegado. Francisco pegou então na viola e… fez-se história: “Toda a roupagem instrumental e melódica emocionou-me, tocou-me, e ali viajei, bem alto, bem longe! Não sei se naquele dia fizemos Fado… mas o ponto de partida foi esse”.

Com a luz verde do Francisco Ferreira, foi a vez de Lúcia desafiar uma outra pessoa a integrar o projeto – Rui Queimado. Oriundo de outros universos musicais, Rui aceitou prontamente o convite, completando assim o trio que hoje conhecemos como Marafados.

Quanto ao nome do projeto… a explicação pode ser surpreendente. A palavra remete-nos, naturalmente para o Algarve, estando o seu significado ligado a “estar zangado ou irritado” ou ainda “a quem é maroto ou travesso”, contudo a verdadeiramente explicação é… ligeiramente diferente: é que Marafados significa marar (“galar”) os fados.

O primeiro concerto surge no final de 2016 e, daí em diante, o trio nunca mais parou. Embebidos pelo entusiasmo que só a descoberta de território desconhecido proporciona, avançam dia após dia rumo ao futuro. Recheados de emoção e talento, os Marafados estreiam-se agora, sob o selo da Music For All, com “Rosinha dos Limões”, clássico intemporal que recriaram de forma improvável e surpreendente.

Categories: Alentejo, Nacional