Quarteira

QUARTEIRA | Autarca Telmo Pinto visita aulas de Português para estrangeiros

O presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto, efetuou visitas às turmas de Português para Estrangeiros residentes na freguesia, ao abrigo do Projeto “Loulé Sem Fronteiras” – FAMI de apoio à população imigrante NPT (Nacionais de Países Terceiros).

Estas ações de formação, que agora chegaram ao fim, com certificação, contaram com o apoio das entidades parceiras Centro de Emprego de Loulé, Centro de Emprego e Formação Profissional de Faro e Junta de Freguesia de Quarteira.

As turmas visitadas no Centro Comunitário António Aleixo foram as seguintes:

– Turma PFOL D4 – Nepal e Europa (Academia do Saber)

– Turma PFOL D3 – Nepal e Índia.

Já no Ginásios da Educação “Da Vinci”, foi visitada a turma de Português para imigrantes do Nepal e da Tailândia.

Nelson Horta, coordenador do Projeto “Loulé Sem Fronteiras”, salientou que “temos aqui representantes dos 3 parceiros envolvidos para que vocês possam ter estas aulas de Português A1 e A2: Junta de Freguesia, Fundação António Aleixo e Escola Dr.ª Laura Ayres. Depois, para os interessados, teremos Português B1 e B2, mais avançado. Temos nesta turma um total de 28 alunos e amanhã temos outra turma. Para o ano, haverá novas aulas para os novos imigrantes que chegarem a Quarteira”.

O presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto, reforçou: “de facto, o que nós queremos é dar continuidade”.

Nelson Horta frisou ainda: “Temos aqui o presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, que também contribuiu para que vocês pudessem frequentar estas aulas. Ele quis vir aqui estar com vocês, ver o trabalho que está a ser feito e também para vos dar um incentivo. Já sei que estão a gostar”, revelando que, “no projeto Loulé Sem Fronteiras, só em Quarteira temos alunos de 22 nacionalidades”.

Já Telmo Pinto disse que “o que nós queremos é que vocês aprendam e falem corretamente o Português. Precisam de o fazer. Vou ser frontal com vocês. Se não aprenderem corretamente o Português, terão maus empregos e ganharão menos. Quanto melhor souberem Português, melhores empregos conseguirão e melhores ordenados terão. Primeiramente, eu e o presidente da câmara de Loulé fomos convidados pelo Nirajan para a Festa de Natal e Ano Novo da Comunidade do Nepal e então percebemos que há aqui cidadãos de muitos países, diferentes culturas e isso é bom para nós. É por isso que Quarteira é maior e diferente porque cada um pode fazer mais e melhor. Então, queremos que vocês estejam cá, fiquem cá com as vossas famílias. Portanto, não desistam e digam também aos vossos amigos para aprenderem Português porque iremos continuar a promover estas aulas todos os anos”. A terminar, “se precisarem de alguma coisa, seja o que for, nós cá estamos porque podemos ajudar-vos em inúmeras situações.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Quarteira