Quarteira

Quarteira tem um novo campeão mundial, o binómio instrutor João Paulino / boxer Echo

Pela primeira vez na história, um cão da raça boxer representou Portugal num campeonato do mundo e venceu a sua categoria. Trata-se de Echo, que se sagrou campeão mundial na categoria IPO1. A equipa portuguesa, formada pela chefe de equipa Sara Alves, pelo instrutor João Paulino e pelo boxer Echo, é oriunda da cidade algarvia de Quarteira, mais propriamente da escola canina Iron Dog Algarve.

Foi a segunda vez que o treinador de cães algarvio João Paulino representou as cores de Portugal num campeonato do mundo de desporto canino. No entanto, nunca ninguém o fez com um cão da raça boxer.

O binómio composto por João Paulino, 40 anos, e o cão da raça boxer Echo von der Königswiese, dois anos, foram a dupla de desporto canino a competir por Portugal. Depois de terem superado com sucesso o grau de IPO1 com parciais de 92 pontos em 100 possíveis na pistagem, 91 pontos em obediência e 88 em proteção, completando 271 pontos em 300 possíveis, o binómio conseguiu alcançar muito mais que a pontuação mínima para ingressar no campeonato do mundo dos boxers ATIBOX WM, na modalidade de IPO/RCI.

Este ano, a ATIBOX WM realizou-se nos dias 7 e 8 de abril, em Haro, distrito de La Rioja, no norte de Espanha e contou com muitas dezenas de participantes oriundos de todo o mundo.

João Paulino, treinador de cães responsável pela escola de treino canino Iron Dog Algarve, fundada há um ano em meio em Quarteira, refere que «este cão tem apenas dois anos e meio e iniciou o treino na modalidade aos dois meses. Desde então, o treino é diário». Isso faz ainda com que tenha sido um dos mais jovens cães de sempre também a participar nesta competição.

Sobre a utilização da raça para desporto canino, o instrutor canino realça que, «infelizmente, não é comum vermos cães da raça boxer em Portugal a praticar esta modalidade, embora ainda sejam considerados uma raça de trabalho. Estamos a tentar mudar esse paradigma e esperamos inspirar outras pessoas a iniciarem-se na modalidade. Isto demonstra também que o RCI/IPO é aberto a todas as raças. Gostaríamos de continuar a fomentar a modalidade no Algarve, e nesse sentido, iremos lançar em breve um conjunto de iniciativas na região que visam informar, sensibilizar e direcionar o público para a prática desta modalidade de desporto canino».

Categories: Quarteira

1 reply »